5 dicas para mudança sem dores de cabeça

Mulher vestida de jeans e camisa listrada está sentada no chão com planta e caixas de mudança ao fundo.
8 minutos para ler

Uma das poucas certezas universais que nós temos é que o processo de mudança é um completo pesadelo para todos os envolvidos. Em meio a muitas caixas, objetos que você ainda não sabe se vai doar ou manter e muitas incertezas, você ainda precisa pensar no imóvel que você está deixando e na organização do seu próximo lar, doce, lar. 

Muito se fala sobre organização, sobre o quão importante é manter um etiquetamento correto para que objetos e utensílios importantes não se percam no meio de caixas para doação ou que serão destinados ao lixo. Porém, na prática, nada disso é simples assim. 

A mudança, às vezes, precisa ser feita de forma muito rápida e por esse motivo, nada sai exatamente como o planejado. É bem possível que você perca muitas coisas ou que atrase todo o processo simplesmente porque é um momento bem estressante.

Além de todo o processo de encaixotamento, é necessário pensar também no transporte, limpeza do ambiente em que você saiu e no que você irá entrar e também na arrumação desse novo espaço, o que pode englobar compra e venda de mobília e montagem de móveis. 

Pensando em evitar essas situações e aliviar um pouco da pressão, confira nesse artigo algumas dicas que poderão ser uma luz no fim do túnel e conseguirão te manter na linha da organização até o fim desses dias turbulentos. 

Como fazer mudança organizada?

Essa é uma das perguntas que valem um milhão de dólares e que deixam muitas pessoas de cabelo em pé só de começar a pensar.

Realizar uma mudança é uma tarefa que, por natureza, já é um tanto quanto bagunçada. Mesmo a pessoa mais organizada da face da Terra costuma passar por um momento complicado ao enfrentar todas as caixas, etiquetas e itens que você nem sabia que tinha até ter que empacotá-los. 

Respondendo à pergunta: uma mudança organizada é resultado de muito planejamento. Para isso é preciso que você tenha uma boa noção dos seguintes tópicos:

  • Espaço disponível no novo ambiente: esse é um dos tópicos mais importantes, afinal é bem comum juntar muitos objetos e não possuir espaço no final para armazená-los. Por isso, antes de iniciar o encaixotamento, é fundamental que você tenha bem claro na sua mente qual o espaço disponível para seus pertences, além de já possuir uma noção de onde cada item deverá ficar;
  • Itens que você deseja levar: essa parte é um pouco mais prática, já que você talvez precise catalogar de uma forma geral tudo aquilo que você pretende manter. Para essa tarefa não conte apenas com a sua memória, o ideal é que você realmente faça uma análise nos seus pertences;
  • Decida o que será doado/descartado: comece empacotando tudo aquilo que você não tem perspectiva de manter, assim há a eliminação do que é considerado “inútil” antes de partir para o que realmente importa. Seja responsável e ecológico e analise se determinados itens estão em boas condições para doações antes de escolher o que irá para o lixo ou reciclagem;
  • Itens que precisam ser comprados: nesse percurso de catalogação dos itens, é bem provável que você se depare com a ausência de alguns móveis ou utensílios. Aproveite esse momento para anotar e criar uma lista de compras, otimizando o tempo que você gastará nas lojas e focando apenas nos itens necessários, evitando gastos excessivos;
  • Tempo até a mudança: por último é importante destacar o tempo que você terá disponível desde o planejamento até o dia efetivo da mudança. Dessa forma, você poderá se organizar da melhor maneira possível, sabendo quanto tempo pode gastar em cada uma das tarefas.

Se você somar todos esses pontos é bem provável que a sua mudança conseguirá decorrer sem grandes problemas. Porém, se você precisar de ajuda, conte com os nossos profissionais de personal organizer que tornarão esse momento em algo bem gerenciado e tranquilo.

Leia mais: O que faz um personal organizer?

5 dicas para fazer uma mudança sem dores de cabeça

Agora que você sabe mais sobre os processos de uma mudança organizada, confira algumas dicas que podem te auxiliar desde o momento inicial até a sua instalação no seu novo lar.

Leia mais: Como embalar mudança

Separe os itens que você deseja doar, se desfazer e manter

Partindo de um item já comentado anteriormente, a catalogação e separação dos itens é a chave para uma mudança tranquila e organizada.

Homem levantando uma mulher, ambos vestidos de jeans, com caixas de mudança, sofá e plantas ao fundo.

A partir do momento que você tem bem claro um inventário de todos os seus itens, a separação entre o que ficará e o que irá para doação ou lixo fica mais simples. Além disso, esse é o momento exato em que você poderá calcular se a quantidade de itens que você possui será correspondente ao tamanho do novo espaço, para evitar maiores problemas na organização da sua nova casa. 

Limpe o imóvel que você pretende se mudar

Esse é um tópico fundamental pensando na boa convivência. Se você está saindo de um espaço alugado, esse tópico já faz parte do escopo obrigatório de tarefas a serem feitas antes de sair. Nessa linha é importante deixá-lo da mesma forma como você o recebeu, com a pintura ajustada, sem reparos a serem feitos e com o chão, paredes e janelas limpas.

Se você está saindo de uma propriedade sua, a limpeza e reparação do imóvel é fundamental para que você consiga alugá-lo ou vendê-lo mais facilmente. Quando um possível comprador vier analisar o espaço, ele irá se encantar mais facilmente se tudo estiver limpo e em perfeito estado.

Saiba embalar cada produto da forma certa

Um dos problemas mais comuns nas mudanças é a quebra de itens. Já pensou você possuir um lindo vaso de porcelana e encontrá-lo rachado ou quebrado após uma mudança? A partir de agora você saberá como prevenir surpresas indesejadas como essa.

Essa dica vale ouro em qualquer mudança, por isso, preste atenção. Como cada item possui uma composição diferente e é feito de diferentes materiais, nada mais justo do que possuir formas diferentes de embalá-los. Por isso, coloque objetos de vidro em proteções de isopor ou plástico-bolha para reduzir os impactos.

Nessa mesma linha, coloque telas ou panos para proteger espelhos de arranhaduras. Não se esqueça de cubrir os móveis mais delicados, principalmente aqueles de tecido que podem ser rasgados facilmente.

Partindo do princípio de que você, por ser proprietário dos itens, terá maior cuidado, essa tarefa faz mais sentido se for designada a si mesmo. Dessa forma será possível escolher o jeito mais adequado para embalar cada uma das peças. 

Finalizando esse tópico, para pertences mais delicados e especiais, você poderá levá-los consigo na mudança, sem colocá-los no caminhão. 

Leia mais: Como embalar mudança?

Etiquete os fios e peças que podem ser perdidas

Outro problema, dos mais comuns em mudanças, é a perda de peças e fios. Isso pode acontecer com qualquer item, mas os menores costumam sofrer mais desse mal. 

Dessa forma, para evitar problemas na hora de ligar algum aparelho ou montar algo, etiquete tudo e deixe anotado a localização de todas as partes. Além disso, para as peças menores, junte todas que fazem parte do mesmo objeto dentro de saquinhos. 

Conte com os serviços do GetNinjas

Para finalizar esse compilado de dicas para mudança, conte com os serviços do GetNinjas para um processo rápido, fácil e sem grandes problemas.

Leia mais: Guia do profissional: Montador de móveis 

Aqui no GetNinjas temos diversos profissionais cadastrados nas mais variadas categorias, como carretos. Conte com esses profissionais que farão todo o transporte de maneira responsável para que seus itens cheguem em perfeitas condições. 

Leia mais: 5 dicas para sua mudança

Confira todos os serviços que podem te auxiliar na mudança agora mesmo e solicite o seu pedido!

E se você trabalha com algum desses serviços, cadastre-se no GetNinjas e comece a sua jornada de sucesso!

Você também pode gostar

Deixe um comentário