Como começar o seu negócio do zero

Homem com camisa azul usando calculadora e um notebook
9 minutos para ler

Quem nunca sonhou em ser dono do próprio negócio? Ganhar dinheiro com aquilo que gosta sem depender de decisões alheias ou de horário fixo para trabalhar? Quem nunca passou por uma situação no trabalho e pensou: se fosse comigo, faria diferente? 

Pois, hoje em dia, esta ideia é bem mais plausível do que em outros tempos. Você pode tornar seu sonho realidade, abrindo uma microempresa e/ou trabalhando como autônomo, com muito menos burocracia. 

Quer saber como? 

Pois, é isso que você vai descobrir. Entenda sobre qual negócio abrir, o que deve ser levado em consideração ao abrir uma empresa e como evitar erros mais comuns na vida de empreendedores iniciantes.

Qual negócio abrir?

Em primeiro lugar, você precisa ter clareza de que negócio quer abrir. Muitas pessoas querem investir em franquias, porque, a princípio, já estariam aptas a funcionar e com retorno financeiro garantido. 

Se seu negócio for administrar a empresa, talvez valha a pena investir numa franquia. Mas, se você quiser trabalhar com o que gosta e tem vontade de apresentar ao mercado algo que está sendo demandado, mas com pouca oferta, provavelmente valerá a pena investir no seu negócio. Até porque sua vida girará em torno disso. Abrir um negócio do zero significa se envolver diretamente e diariamente com o que está acontecendo na sua empresa. É um investimento que deve ser levado a sério e que, de preferência, seja prazeroso. 

O que considerar na hora de ter uma empresa

Como já vimos, você precisa saber onde vai investir: em uma ideia própria ou em uma franquia? 

Vamos supor que você queira abrir um espaço de depilação a laser só para homens. Já sabe o negócio que quer montar. Essa ideia nem foi totalmente sua. Surgiu de uma conversa em uma mesa de bar com os amigos, em que chegaram à conclusão de que existe a procura, mas não há um espaço adequado para depilação masculina na cidade onde você mora.

O fato de existir demanda já é meio caminho andado.

Mas o que mais você deve saber antes de fazer o planejamento e colocar seu negócio no mercado?

Atenção ao seguinte:

Esteja preparado

Você será responsável pela empresa como um todo, o que envolve as áreas de finanças, marketing, produto ou serviço oferecido, equipe, etc. Pense que você será o gestor de tudo isso. 

Saiba onde você quer chegar

Defina metas para daqui a um mês, 6 meses, 1 ano. Saiba onde você quer chegar e chegue lá aos poucos, por etapas. Serve, também, para avaliar como está indo e, se precisar, modificar o percurso. 

Saiba onde você está

Assim como é importante ter uma orientação para onde ir e o que conquistar, é importante saber qual o seu ponto de partida. Explore o mercado para entender se seu produto ou serviço tem como dar certo.

Aliás, essa vai ser sua primeira ação quando estiver montando seu negócio.

Vamos ver?

Montando o negócio 

Pessoa escrevendo em um notebook

Se você já teve que fazer um TCC ou uma monografia, deve se lembrar de olhar aquela página em branco e não saber muito bem por onde começar. 

Agora, se você for montar um negócio do zero, deve ter total clareza do que se trata.

Saiba como se faz.

  1. Faça um plano de negócios

Este instrumento serve para você responder qualquer dúvida pertinente ao negócio. É nele que você vai:

  • Definir serviço e/ou produto a ser oferecido pela empresa
  • Verificar se há concorrência, como ela funciona e propor diferenciais
  • Verificar local para abrir seu espaço de depilação, verificar permissão pública, alvará e questões de legislação
  • Planejar a equipe de trabalho e como as pessoas serão contratadas
  • Verificar o valor necessário para o investimento total na empresa, incluindo capital de giro para cobrir as despesas dos primeiros meses
  • Escolher as ferramentas de marketing para divulgar e promover seu negócio

Mesmo se decidir investir em uma franquia, é importante fazer um plano de negócios para verificar se aquele negócio tem condições reais de dar certo na sua cidade.

  1. Pesquise o seu público alvo

Saiba para quem você quer direcionar seu negócio. Você precisa conhecer seu público-alvo. Para isso, faça pesquisas na rua ou por meio de ferramentas online para saber o que as pessoas daquela localidade pensam. No caso do espaço de depilação, elas usariam, quanto pagariam, qual a faixa etária mais interessada e assim por diante.

No Marketing, esse perfil do cliente ideal é chamado de persona. 

Quanto mais você souber sobre quem pode utilizar seu serviço, mais certeiro você estará nas campanhas de marketing e nos diferenciais que você pode oferecer.

Segundo seu plano de negócio, o espaço de depilação masculino tem tudo para dar certo? Então, que tal fazer um test drive para ver o que acontece na prática?

  1. Teste seu negócio

No caso do espaço de depilação masculina, você pode convidar alguns clientes, por meio de uma divulgação online ou presencial destinada a esse público-alvo, a testarem seu método de depilação. 

Mesmo que essa “experiência” não seja realizada no espaço físico que você está planejando montar, com todo o amor e carinho, você poderá descobrir algumas coisas, como:

  • Há interesse real pelo seu negócio?
  • O preço que você quer cobrar é adequado?
  • Que tipo de empresa você deve abrir, em qual formato? 

Este último item diz respeito ao faturamento previsto e às faixas de tributação relativas, características do tipo da empresa que você vai abrir. 

  1. Monte seu espaço

Nem todas as empresas precisam funcionar em um espaço físico, que requer gastos com aluguel, luz, água e condomínio, entre outros. Mas se você for montar um espaço de depilação masculina, invista em um bom local de atendimento. Esses gastos já estão previstos no plano de negócio, certo? Então, faça bom uso. 

Aqui entra também o trabalho de marketing e a abertura legal da empresa, o que envolve conhecer os diferentes tipos de empresas, o enquadramento fiscal e as normas municipais, estaduais e federal. A não ser que você se enquadre como MEI, contratar um contador é obrigatório para a abertura de uma empresa.

  1. Aprenda e invista em marketing

Mesmo que sua empresa esteja estabelecida em um local físico, ela também precisa aparecer online. O Google virou uma ferramenta quase que obrigatória para a pesquisa de serviços e produtos. Sua empresa precisa aparecer lá. 

Também vale investir nas redes sociais para apresentar seu negócio e oferecer conteúdo de qualidade para atrair e manter a clientela. A Internet acaba centralizando as avaliações sobre os produtos e serviços. Portanto, se você fizer um trabalho de qualidade, condizente com o que mostra na rede, a tendência é crescer. 

Aqui entra, também, a construção da identidade visual de seu negócio, para que ele seja reconhecido como único. 

  1. Defina o seu diferencial do mercado

Não basta apenas estar no mercado, é preciso mostrar que seu negócio é diferente dos demais, por isso vale a pena ser experimentado ou adquirido. Essa experiência do consumidor começa assim que ele pisa na sua empresa ou acessa seu site online. Como ele vai ser recebido? Trabalhar o valor da sua marca com sua equipe é essencial para que todos estejam sintonizados com o cliente em potencial.

Escutar o que ele está buscando e oferecer opções também são ações importantes, além das ações do pós-venda. O cliente ficou satisfeito? Entrar em contato para saber como foi a experiência do cliente é mais uma ferramenta para construir uma boa relação e fidelização.

  1. Tenha um controle de processos

Como você viu, lidar com várias áreas requer a manutenção de registros e a avaliação constante do processo, para ficar a par de tudo. É muito mais fácil a coisa desandar, quando não se tem o controle dos processos. Há várias ferramentas tecnológicas que vão te ajudar com isso. 

Já sabe o que fazer?

Então saiba como evitar os erros mais comuns de quem está começando um negócio do zero.

Evite erros de empreendedores iniciantes

Conheça 3 dos principais erros cometidos por iniciantes:

  1. Não comece sem estar preparado

Como você viu, é importante ter um plano de ação, saber do mercado e do seu público-alvo, antes de colocar seu negócio a rodar. 

  1. Assuma somente o que você tem condições de assumir

Abra um negócio apenas se tiver conhecimento, habilidade e experiência na área. É isso que vai garantir a qualidade e a reputação do seu negócio. 

  1. Não tenha pressa

Vivemos com a sensação do imediatismo, de que tudo precisa ser feito agora e que o sucesso deve vir logo em seguida. Mas as coisas não são bem assim. Dê tempo ao tempo. Invista, trabalhe, faça seu marketing, cuide da sua empresa como um todo. Além de aprender a lidar com as dificuldades e desafios, o crescimento gradual é mais saudável, pois pode ser acompanhado e controlado com mais calma. 

Não tem como não lembrar do velho e sábio ditado: a pressa é inimiga da perfeição. Pode parecer brega ou senso comum, mas todo ditado carrega consigo um fundo de verdade. Não dá para chegar à perfeição, porque o processo não termina, mas dá para fazer um bom negócio. 

Saiba mais: 

Você também pode gostar

Deixe um comentário