Como gerar pedidos e converter em clientes

9 minutos para ler

Saiba como você pode potencializar sua cartela de clientes! 

Todo empreendedor sabe a luta para a conquista e conversão de clientes. Nos últimos anos, muitos negócios passaram por dificuldades e a taxa de conversão de clientes caiu.

Para grandes resultados, é necessário uma estratégia bem estruturada e assertiva, pois, quando não há, diversos erros podem comprometer as vendas.

Falta de conteúdos para todas as fases do funil, não uso de landing pages otimizadas para captação de leads, despreparo de time comercial para contatar os potenciais clientes, desconhecimento do time de marketing para a produção de conteúdo assertiva para a venda e por aí vai.

Todos esses fatores – e mais – influenciam em como o seu negócio está se desempenhando.

Por isso, o conteúdo de hoje te mostrará como você pode começar a gerar mais leads qualificados e, por conseguinte, mais clientes de excelência. Leia até o final e anote todas as dicas. 

Primeiros passos para gerar pedidos

A chave da expansão do seu negócio é a geração de leads. 

Atualmente, há um grande foco na produção de conteúdo e realização de campanhas de mídia paga, mas, não necessariamente, há a visualização dos resultados.

Isso acontece porque grande parte dos negócios não priorizam a geração de leads. A métrica mais importante dos resultados, esse número deve ser sempre avaliado e priorizado. Até porque, quanto mais leads, mais clientes.

Por isso, você já começou o primeiro passo. Seu conteúdo é voltado para a geração de leads e captação de clientes? Seu time prioriza esse objetivo?

Para alcançar os melhores resultados, há algumas formas de você iniciar. Assim, separamos algumas etapas para você começar hoje.

Entenda a Jornada de Compra

Aprendizado e descoberta, reconhecimento do problema, consideração de solução e decisão de compra.

Se esses termos não te soaram familiares, não se preocupe. A gente explica para você.

  • Aprendizado e descoberta: nesse momento, o visitante não reconhece que possui um problema, por isso os conteúdos devem ser informativos e com o objetivo de despertar o interesse para o tema.
  • Reconhecimento do problema: nesse momento, o lead já reconheceu que possui um problema e procura algo para solucionar. Nesse momento, conteúdos que gerem senso de urgência é essencial, podendo falar sobre sua marca de maneira promotora.
  • Consideração de solução: chave de oportunidade. Nesse momento, o lead está procurando solução, então é necessário expor sua marca como a opção ideal.
  • Decisão de compra: envolve o processo final da jornada, quando o lead se torna cliente.

Essa é a jornada de compra, ou seja, o caminho que um potencial cliente percorre antes de decidir comprar.

A jornada de compra não é linear. Cada pessoa estará em um diferente nível de consciência – etapa que ele se encontra – e todo cliente não precisa passar por todos os níveis para se tornar consumidor da marca.

A jornada de compra tem o propósito de mapear onde o lead se encontra, construindo um processo de venda mais assertivo e sendo fundamental para a definição das estratégias, etapa que falaremos em seguida.

Defina suas estratégias

Para uma divulgação ou promoção ser efetiva, ela deve ser planejada e estratégica. 

O conteúdo deve ser idealizado para alcançar a pessoa certa, no momento certo do dia, com o gatilho certo que efetivará a compra ou ação desejada.

Por isso, é importante estudar o comportamento atual das suas redes: olhar o tráfego do seu site, as métricas do Twitter, os insights do Instagram… Todas as métricas de desempenho da sua marca devem ser analisadas.

Essa ação permite que você entenda o comportamento do consumidor e crie propagandas ainda mais direcionadas e assertivas a eles.

Uma dica importante: se você considera suas redes com pouco tráfego, utilize campanhas de mídias pagas e posts patrocinados para expandir a divulgação do seu negócio ou até mesmo de formulários e pop-ups para captação de leads a partir de tráfego orgânico.

Defina a persona

Dentro da sua empresa, sabe aquele cliente fiel a anos que promove você sempre que pode? Esse provavelmente é a sua persona!

A persona é um personagem fictício criado para representar o cliente ideal de um negócio.

Sendo baseada em dados demográficos dos clientes, a descrição deve ser específica, envolvendo gênero, faixa etária, comportamentos, objetivos, desafios, dores, preocupações, gostos, profissão, familiares e assim vai.

Servirá para representar um alvo demográfico, sendo uma ferramenta de segmentação de mercado.

Com ela, a comunicação será personalizada e assertiva. Afinal, quando a gente sabe com quem está falando, fica muito mais fácil, não é?

Na hora da criação de um e-book, por exemplo, seu objetivo sempre deve ser sanar uma dor de uma persona. Então se sua persona é um empreendedor na casa dos 30 que não sabe cozinhar, fica intuitivo que um e-book pode ser um livro de receitas práticas e rápidas.

Defina os materiais ricos

São os materiais que vão te trazer clientes. Sabe quando você quer baixar um e-book e precisa colocar seu e-mail? É disso que estamos falando!

Os materiais ricos são um formato de conteúdo mais denso do que posts em rede social ou em blog, como e-books, whitepapers, infográficos, webinars, planilhas e templates.

Os materiais ricos funcionam como uma espécie de isca com dupla troca: para te conceder o material, eu recebo seus dados (como nome, cargo profissional e contato).

Esses conteúdos podem ser feitos a partir da sua experiência e de blogs já divulgados. Aproveite materiais que você já tenha ao invés de quebrar a cabeça formulando novos.

Importante lembrar que a produção desse conteúdo deve ser voltado para os interesses da persona e de acordo com as suas estratégias previamente definidas. O equilíbrio dos três pilares deve ser mantido para que a campanha seja efetiva e traga resultados.

Utilize Landing Pages

De nada adianta produzir e fornecer um material rico, se você não conseguir as informações do lead em troca.

Os dados das pessoas e o seu meio de contato será essencial para manter o relacionamento com o lead e gerar uma possível futura venda.

Assim, essa captação é feita por meio de Landing Pages e pop-ups.

Servindo para transformar visitante em lead, as landing pages (ou páginas de destino) são páginas únicas específicas para a conversão e captação de dados.

Ela possui uma chamada atrativa, um CTA (call to action = chamada para ação) e o pedido de informações pessoais, como nome, empresa e e-mail.  

Já o pop-up é aquela página que se abre, involuntariamente, ao acessar um site, podendo ser usado como captação de dados ou propaganda de alguma informação específica.

Confira também: 8 passos para construir sua reputação online!

Questionários e avaliações

Quanto mais a gente sabe, mais fácil é agradar, certo?

Então, sempre que possível, explore e pergunte tudo que puder para seu consumidor/visitante/cliente.

É importante analisar e escolher as perguntas certas voltadas para a solução da dor da persona, pois elas são as que trarão mais resultados para o seu negócio.

Encher o cliente de muitas perguntas sem um objetivo claro pode deixá-lo chateado e impedir a finalização do questionário.

Elas podem ser feitas por meio de feedbacks, e-mail marketing, pop-ups no site, stories no Instagram ou como você imaginar.

A satisfação do cliente é o seu sucesso

Você já ouviu falar em clientecentrismo?

É o conceito de ter o cliente como centro de todas as decisões do negócio, sendo a prioridade número 01 para todos os colaboradores.

Seu negócio e seus colaboradores devem conhecer e colocar em prática esse termo. Afinal, o empreendimento existe por e para aqueles que o consomem. Assim, é essencial ter um bom relacionamento com seus clientes.

E assim surgiu o Customer Success, ou seja, Sucesso do Cliente. É um método de negócios que garante o sucesso e felicidade dos clientes.

Na estratégia, há um profissional voltado apenas para esse objetivo. Seu trabalho é representar o interesse do cliente e garantir que a empresa faça jus a sua contratação.

Entretanto, para além de um profissional, toda a empresa deve ter essa mentalidade. A satisfação do cliente é um trabalho coletivo, que envolve todos os pontos de contato dele com a sua marca. Por isso, ensine os seus colaboradores sobre o assunto e contrate profissionais cliente centristas.

Leia também: Atendimento online: como ajuda a conseguir mais clientes?

Pronto para conquistar novos clientes?

Depois de todo o conteúdo, imagino que você deve estar cheio de ideias para colocar em prática.

Aqui, você aprendeu sobre a jornada de compra, a importância da estratégia, a definição da persona, a construção de materiais ricos e a utilização de landing pages. 

Lembre-se que essas ações devem ser sempre harmonizadas para comprovar a constância e honestidade da marca.

Além disso, você viu a importância de colher insumos com os consumidores e visitantes. E, por último, aprendeu sobre a vitalidade do cliente central, ou seja, a satisfação do cliente como prioridade para o sucesso de um negócio.

Então chegou a hora de botar a mão na massa!

Nós queremos te ajudar. Somos o GetNinjas, uma rede criada para conectar quem precisa com quem sabe fazer. Temos mais de 500 serviços disponíveis para você, incluindo profissionais de publicidade e marketing que podem te dar o auxílio que você precisa.

Conheça nosso site e venha potencializar sua taxa de conversão de clientes com a gente!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.