Coronavírus: guia de proteção para profissionais autônomos

coronavírus
6 minutos para ler

A prestação de serviços como profissional autônomo é uma área que nem sempre permite parar. Isso significa que, para as pessoas com esse perfil, abraçar a quarentena e praticar o isolamento social pode ser muito complicado.

Uma maneira de prevenir o contato com o Coronavírus é tomar algumas medidas de precaução antes, durante e após a prestação do serviço. Dessa forma, seus clientes e você conseguem permanecer seguros e protegidos ao longo do processo.

Ainda não sabe quais são as ações básicas de prevenção contra o vírus? Continue a leitura e confira!

Manter distância do cliente

O primeiro passo é manter distância do cliente. É importante ter, pelo menos, um metro de distância entre pessoas para evitar que gotículas sejam disparadas e acabem infectando uns aos outros.

Quando for prestar algum tipo de serviço, verifique se é possível manter esse distanciamento e preze por ele. Conversar sobre isso com o cliente também é interessante.

Assim, se você está atendendo alguém, deixe claro que todas as medidas de prevenção serão aplicadas. Evidencie-as para a pessoa que veio até você e peça que ela faça o mesmo.

Lavar as mãos com sabão sempre que possível

Fazer esse tipo de higienização por, aproximadamente, vinte ou trinta segundos, é uma excelente forma de reduzir as chances de contágio pelo Coronavírus. Isso porque o vírus tem uma camada de lipídios que pode ser destruída pelo uso de sabonetes e detergentes, por exemplo.

Então, sempre que possível, após encostar em algo ou ao chegar em casa, lave as mãos corretamente. Respeite o tempo certo, certificando-se de esfregar corretamente a região do dorso, entre os dedos e as pontas destes.

Utilizar álcool em gel quando não for possível lavar as mãos

O álcool em gel pode ser usado sempre que a prática de lavar as mãos com água e sabão não for possível. Assim, se você estiver na rua, indo até o local onde vai prestar o serviço, e não encontrar uma torneira à disposição, é importante utilizar o álcool em gel.

Mas lembre-se: lavar as mãos com água e sabão é sempre a melhor alternativa para combater o vírus e aumentar a sua proteção. Em todo caso, tenha sempre um pouco de álcool em gel na mochila ou no carro para utilizar em ocasiões específicas.

Higienizar as máquinas de cartão e os celulares

Esses dispositivos também precisam ser higienizados corretamente. Por passarem de mão em mão e estarem expostos aos mais diversos tipos de substâncias, esses objetos podem acabar sendo responsáveis pela transmissão do vírus.

Para garantir a sua segurança e a dos seus clientes, lembre-se de higienizar tanto os celulares quanto as máquinas de cartão.

Higienizar as mãos após pegar em dinheiro

O dinheiro físico segue a mesma lógica da máquina de cartão e do celular, já que pode ser fonte de contaminação por passar de mão em mão. Por isso, se você tocar em moedas ou cédulas, não se esqueça de lavar bem as mãos com água e sabão (ou de usar o álcool em gel como segunda possibilidade).

Evitar cumprimentos com abraços e aperto de mão

Apesar de ser rotineiro nos cumprimentarmos com abraços e apertos de mão, é importante evitar tais práticas durante o momento de prevenção. Afinal, diversas partes do corpo podem ser transmissoras do Coronavírus.

Isso acontece porque o vírus permanece nos fluidos da pessoa contaminada, como a saliva. Logo, se por algum motivo esses fluidos entrarem em contato com a sua pele e você, de alguma forma, tocar mucosas, como olhos e boca, a contaminação pode acontecer.

Cumprimente amigos, familiares e clientes à distância, sempre reforçando a necessidade de manter esse distanciamento para evitar o contágio do Coronavírus.

Evitar tocar no rosto

Como dito, o vírus é contraído por meio das mucosas. Caso você entre em contato com o Coronavírus no dia a dia, prestando serviços ou convivendo com outras pessoas, colocar a mão no rosto pode ser uma forma de transmissão.

Por isso, se estiver na rua ou encostar em alguma coisa, não coloque a mão no rosto. Se estiver com alguma região coçando, por exemplo, higienize as mãos corretamente e só depois toque a face.

Adotar a etiqueta da tosse

Se estiver com vontade de tossir, tenha o cuidado de colocar o cotovelo na frente da boca. Isso vai impedir que gotículas voem durante a tosse e acabem infectando outras pessoas ou superfícies.

Esse cuidado é necessário não só agora, com o Coronavírus, mas em qualquer situação. Sempre que houver a necessidade de tossir ou espirrar, lembre-se de posicionar o braço na frente do rosto. Se possível, lave as mãos após tal prática.

Manter rotinas de higiene ao chegar em casa

Depois de um dia de trabalho, tenha o cuidado de fazer a higienização correta em casa. Defina uma área da residência para deixar as roupas e os sapatos usados.

Se possível, higienize as vestimentas e os calçados todos os dias, a fim de evitar que as peças acabem contaminando outros itens da casa. Também limpe os equipamentos usados durante a prestação de serviços e não se esqueça de higienizar chaves, celulares, relógios e demais acessórios.

Lembre-se de que tudo precisa ser limpo ou designado para o uso fora de casa, durante a prestação de serviços. Faça uma boa faxina sempre que possível para que superfícies como bancadas e maçanetas fiquem limpas e protegidas do Coronavírus.

Os profissionais autônomos, infelizmente, precisam continuar trabalhando durante um período como esse. Por isso, ter todos os cuidados de prevenção é fundamental para garantir não só a sua saúde, mas também a de seus clientes.

Mantenha uma rotina de hábitos preventivos e comunique-os aos clientes durante o atendimento. Reforce a importância de manter a limpeza do ambiente e dos itens utilizados durante o trabalho, de modo que todos possam reduzir o risco de contato com o Coronavírus.

Conhece outros prestadores de serviço ou autônomos que precisam dessas dicas para serem mais eficientes e precavidos no dia a dia? Que tal compartilhar este material com seus colegas nas redes sociais?

Cadastre seus serviçosPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

2 thoughts on “Coronavírus: guia de proteção para profissionais autônomos

Deixe um comentário