Aprenda como fazer uma estimativa de custo de materiais

estimativa de custo
3 minutos para ler

Para realizar qualquer obra com a devida qualidade, é importante escolher os materiais certos na quantidade adequada. Porém, quando chega a hora de apresentar essa questão para o cliente, muitos pedreiros e outros prestadores de serviço têm alguns problemas. Fazer uma estimativa de custo de materiais pode ser um pouco mais difícil e trabalhoso do que alguns imaginam.

Se essa tarefa não for realizada com cuidado, pode ser que você tenha mais dificuldades na hora de passar o orçamento e, em alguns casos, isso acabará te custando o serviço. Portanto, para que não tenha esse problema, é sempre bom aprender como fazer a estimativa corretamente.

Para ajudar, trouxemos algumas dicas de como melhorar a estimativa de custo de materiais em suas obras. Acompanhe.

Defina o tamanho da obra de antemão

Antes de apontar qualquer tipo de estimativa, de material ou outra coisa, é necessário estabelecer quão grande é a obra. Afinal, existe uma grande diferença entre uma troca de piso e a construção de um novo quarto. Sem essa perspectiva, é impossível apontar quanto material será utilizado.

Primeiramente, fale com o cliente para saber o que ele busca. Depois, tire as medidas do espaço onde será feita a obra e comece a fazer as contas dos materiais que serão utilizados. Essa será a sua base de custos materiais e deve guiar suas demais decisões.

Inclua uma margem de erro

A sua primeira estimativa de custo de material não será totalmente precisa. Na verdade, é bem provável que você tenha algum desperdício ao longo do caminho, seja por erro de conta, seja por necessidade de retrabalho. Sendo assim, vale a pena ter uma margem extra nas suas estimativas para minimizar problemas.

No geral, fazer um pedido 10% maior que o estimado é o ideal, já que isso garante que haverá alguma sobra. E, no futuro, o mesmo material pode ser destinado a alguma reforma ou ajuste na obra. Naturalmente, isso também é incluído na sua precificação.

Elabore um bom planejamento de obra

Durante a execução da obra, várias pequenas coisas não ficam muito evidentes para as pessoas de fora. Isso inclui outros tipos de materiais utilizados no processo, como reboco, rejunte etc. Para evitar que alguns desses itens fiquem em falta durante a condução de um serviço, especialmente um de maior porte, o melhor a fazer é se planejar.

Pesquise as opções de fornecedores

Por fim, mas não menos importante, lembre-se de avaliar as opções de fornecedores e comprar nos lugares certos. A menos que o próprio cliente escolha o local de compra e as marcas, é sempre uma boa ideia ter alguns contatos à disposição para conseguir mercadoria de qualidade e com a melhor relação custo-benefício.

Com essas dicas, já é possível fazer a melhor estimativa de custo de materiais em suas obras. Com números mais consistentes, você evita surpresas para si e para o cliente.

Quer continuar recebendo dicas? Então, siga-nos nas redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram, YouTube e LinkedIn) para conferir tudo em primeira mão.

Cadastre seus serviçosPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário