Fluxo de caixa pessoal: como registrar para não passar aperto

Fluxo de caixa pessoal
3 minutos para ler

O fluxo de caixa pessoal é fundamental para todos, mas nem sempre temos uma educação financeira adequada. Isso pode prejudicar muitas pessoas, principalmente os trabalhadores autônomos.

Essa ferramenta é um controle de contas para registrar os ganhos e gastos, permitindo uma análise completa das despesas. Ela ajuda a tornar a organização das finanças pessoais mais eficaz, evitando problemas posteriores.

Quer saber como fazer o seu fluxo de caixa pessoal? Continue a leitura e veja os passos.

Defina um planejamento financeiro anual

O planejamento financeiro é fundamental, não só para os autônomos, mas para todos os brasileiros. 

Esse documento vai te ajudar a definir a meta de ganhos do ano e a meta de despesas mensais. A partir daí, você poderá definir como encaixar os seus objetivos pessoais e profissionais dentro da sua vida financeira.

Para isso, pode ser necessário cortar alguns gastos e encontrar formas de poupar mais dinheiro.

Registre as saídas, entradas e resultados periódicos

Para conseguir ter controle sobre tudo o que está acontecendo, é importante registrar todos os gastos, entradas e resultados periódicos. Faça uma lista das despesas e divida todas em categorias, como “essenciais”, “variáveis” e “não planejadas”.

Isso ajudará a ter uma visão muito mais ampla do que precisa ser feito para reduzir os gastos e garantir sobra de dinheiro no fim do mês.

Monte uma planilha de controle do saldo do dia, receita e movimentação financeira

Trabalhar por conta própria exige um grande controle financeiro. É preciso que o autônomo se organize e estabeleça quantos atendimentos devem ser feitos diariamente, a fim de alcançar a meta estabelecida.

Identifique qual é o salário que te ajudaria a viver e quanto você precisa para manter o fluxo de caixa dos negócios. Considere, nesse processo, a necessidade de comprar materiais e de arcar com outros gastos ao longo do mês.

Crie uma planilha para realizar esse controle e certifique-se de preenchê-la diariamente, tanto com a receita quanto com as despesas. Também lembre-se de separar os gastos pessoais dos gastos jurídicos.

Utilize indicadores e métricas

Para ter mais controle sobre o que está ganhando e gastando, crie indicadores e métricas para acompanhar esses dados todos os dias ou semanalmente, por exemplo.

Esses indicadores vão permitir que você tenha uma visão mais clara a respeito dos seus objetivos e do que falta para chegar até eles.

Invista em um aplicativo de finanças

Pode ser uma boa alternativa investir em um aplicativo de finanças. Se você ainda não tem controle financeiro e não gosta de usar planilhas, saiba que existem algumas opções de apps disponíveis no mercado.

Essas ferramentas ajudam a fazer um bom controle e proporcionam uma visão clara sobre os gastos e as áreas em que você está consumindo mais. Com o apoio de tantas funcionalidades, é possível reduzir o consumo.

Para conseguir ter uma vida financeira mais organizada, é importante cortar algumas despesas. Quando pensamos na criação de um fluxo de caixa pessoal e em planejamento financeiro, é preciso rever os custos e descobrir como reduzi-los.

Por isso, indicamos nosso artigo que mostra como economizar dinheiro para que você aprenda, com alguns passos simples, a fazer sobrar recursos no fim do mês.

Cadastre seus serviçosPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.