Personal trainer: como conseguir os primeiros clientes

Personal trainer vestido de azul auxiliando uma mulher a realizar um exercício com barras.
9 minutos para ler

Está cada vez mais difícil achar justificativas para não cuidar do corpo. As comuns desculpas, como “estou sem tempo” ou “estou sem dinheiro”, não convencem tanto assim. 

Sabe por quê? Porque temos muitas opções. Não gosta nem nunca gostou da academia? Faz Pilates, Yoga, Natação. Gosta de movimento, mas acha um saco correr na esteira? Faz aula de dança, de bike, circuitos. 

Isso tudo para dizer que os serviços estão mais personalizados, dando bastante flexibilidade ao cliente, até mesmo financeiramente. Muitas academias,centros esportivos e clubes, por exemplo, oferecem planos anuais, semestrais ou mensais para que o pagamento seja feito conforme possibilidade de cada um. A proposta é fazer da atividade física um hábito de saúde para toda a vida. 

Quem ganhou bastante espaço, nesse mercado em expansão, foi o personal trainer. 

Entenda o que o personal trainer faz, quanto ele pode ganhar e como ele pode conseguir e manter uma clientela. 

O que é personal trainer?

Quer perder gordura localizada, mas odeia academia. Já tentou nadar, fazer aula de dança e yoga. Nada deu certo. E, ainda, tem problema sério de coluna? Não se desanime. Talvez você esteja buscando um personal trainer e nós vamos te explicar o porque.

O personal trainer é um educador físico, ou seja, é um profissional formado no curso de Educação Física, que atua de forma individualizada com o seu cliente. Podemos dizer que o personal trainer é um professor particular e que ele vai propor um treino e o acompanhamento deste treino conforme as necessidades de cada cliente. 

O que o personal trainer tem de melhor é a personalização do seu trabalho. Neste sentido, ele vai propor um treino específico para o que você está precisando.

No exemplo acima, vai compor um treino que tenha como objetivo a perda da massa gorda. Para chegar ao objetivo desejado, vai levar em consideração dados específicos do cliente, como idade, gênero, medidas e condicionamento físico atual. 

Mas também vai perguntar sobre:

  • os tipos de atividades físicas preferidas ou tipos “odiados”;
  • se há algum impedimento físico;
  • tempo disponível para o treino e assim por diante;

Com base nesses dados, o personal trainer tem condições de elaborar um bom planejamento de aulas, tendo em vista a frequência e tempo de duração de cada aula e a intensidade de cada atividade. E, é claro, fazer alterações no treinamento sempre que perceber a necessidade e conforme evolução do cliente.

Outra diferença do personal trainer para outros profissionais da educação física, é que ele pode trabalhar com diversas modalidades de atividades físicas e esportes. 

Pode propor atividades voltadas ao fortalecimento muscular, com o uso de instrumentos do Pilates, por exemplo. Usar movimentos das artes marciais para trabalhar o condicionamento físico, sem ter que usar a esteira, por exemplo. 

Nesse sentido, pode compor aulas criativas, escapando de treinos muito repetitivos, de acordo com os interesses do cliente. 

Um personal só para mim? É tudo o que eu quero, você pode estar pensando que isso não deve ser barato. 

Verdade. Quanto mais personalizada a aula, mais cara. Afinal, você está pagando por aulas particulares. Mas você também ganha mais com isso: olhar atento aos seus movimentos, ajustes nas aulas conforme suas necessidades, dentre outras coisas. Nessa linha, há uma chance menor de se machucar e um tempo menor para atingir seus objetivos. 

Para além desses benefícios, você também pode fazer aulas em grupos pequenos, desde que tenham os mesmos objetivos e/ou já estejam treinando juntos.

Em conclusão, o investimento vale a pena.

Quanto ganha um personal trainer?

Vale investir em um personal. Mas, vale atuar como personal? Dá para viver disso? Continue a leitura para saber mais sobre isso.

Atualmente, um personal trainer no Brasil ganha em torno de R$2.230,00 para trabalhar 35 horas semanais. Essa é a média, considerando R$1.750,00 como valor mínimo e R$4.800,00 como teto salarial.

Mulher auxiliando homem com prótese a realizar um exercício físico

Esse seria o salário base mensal, sem considerar nenhum adicional salarial. Mas isso vai depender de muitos fatores, como:

  • cidade e local de atuação;
  • trabalho com carteira assinada ou como autônomo;
  • tempo de experiência;
  • formação;

Um personal trainer tem mais chances de conseguir emprego em São Paulo do que em outras capitais. E o profissional que atua no Rio de Janeiro, capital, ganha o melhor valor por hora de trabalho. Um profissional com qualificação em alguma especificidade e com muito tempo de experiência tem mais valor no mercado, podendo cobrar mais. 

Se o personal trainer for autônomo, ou seja, se tiver que trabalhar por conta própria, há chances de receber muito mais do que os assalariados, mas isso vai depender de outro tipo de movimentação, como a captação da clientela.

E é aí que entra nosso próximo tópico: você sabe como fazer propaganda do seu negócio para atrair pessoas interessadas?

Leia mais: 10 dicas para ser um bom profissional autônomo

Marketing digital para personal trainer

O comércio online já vem ocupando espaço no Brasil há bastante tempo. Com a pandemia, muita gente começou a trabalhar em casa, no esquema home office. Pacientes começaram a fazer terapia online, estudantes tiveram que se adaptar a aprender por meio da modalidade de ensino à distância (EaD) e o pessoal da educação física teve que se virar nos trinta para dar um jeito de promover boas aulas ou treinos online.

Mas com tanta coisa na Internet, como encontrar o que se quer ou como apresentar o seu serviço? Pela estratégia de marketing digital. 

Mesmo não havendo mais a necessidade de oferecer um trabalho de personal trainer online, é possível e, praticamente imprescindível, usar a Internet a seu favor para conseguir captar novos clientes.

Saiba qual o seu público-alvo

Para se posicionar no mercado, você precisa segmentar seu público. Quem você quer treinar? Quanto mais específico for esse público-alvo, mais você vai saber a respeito dele. Neste sentido, você saberá como se comunicar com ele da melhor forma possível para apresentar a sua marca e o que você propõe.

Saiba qual canal de comunicação usar

Sabendo quem é seu público, faça uma pesquisa na Internet para saber onde ele está concentrado. 

Prefere o facebook? Seu público é de maioria do Instagram? Ou é o público mais conservador, interessado em posts ou em conteúdo enviado por e-mail? Estabeleça seu canal ou canais de comunicação e produza conteúdo adequado àquele público-alvo, ou seja, que possa causar mais interesse. 

É possível obter indicadores sobre seu público-alvo na própria Internet. Faça suas pesquisas, estude, produza conteúdo adequado, se coloque disponível para contato e não desanime. As coisas não acontecem de uma hora para outra.

Leia mais: Por que investir no marketing para o seu negócio

Dicas para conseguir os primeiros clientes

Para além do marketing digital, conheça 3 dicas que vão te ajudar a conseguir seus primeiros clientes.

Homem auxiliando mulher a realizar exercício de agachamento com barra.

#1. Faça parcerias

Ninguém nasceu para ser sozinho e dar conta de tudo. Somos seres sociais. Pense no que mais interessa ao seu público-alvo e faça parceria com eles. 

Seu público-alvo tem interesse por produtos fitness? Entre em contato com as lojas que ficam perto do seu negócio e se apresente. Deixe seu cartão de visita para indicação. 

Faça o mesmo do outro lado: indique a loja para seus clientes caso haja interesse. O mesmo vale para academias, outros profissionais da área da saúde, restaurantes e assim por diante. 

O mundo não é apenas virtual. Faça parte da rede local. 

#2. Saiba se comunicar

Uma imagem vale mais do que mil palavras. Já ouvi esse ditado? Há controvérsias, mas sabemos o quão importante é a comunicação visual. Invista na sua marca para transmitir confiança e autoridade aos seus futuros clientes, incluindo o que você posta nas redes sociais e/ou no seu site.

Também é preciso levar em consideração sua imagem e a forma com a qual você se comunica, sempre tendo em vista seu público-alvo. Tudo bem falar cringe para quem é adolescente. Mas para o pessoal da terceira idade, pode não cair muito bem.

Muitos profissionais investem em cursos de comunicação pessoal para aprender como se apresentar melhor aos clientes ideais.

Leia mais: 6 dicas sobre como vender o seu trabalho

#3. Valorize as indicações e a fidelização

Apesar de estarmos falando, aqui, da captação dos primeiros clientes, abordar a questão da indicação é essencial. Vamos supor que você já tenha conseguido seu primeiro cliente.

Para que ele indique o seu trabalho a algum amigo, familiar ou conhecido, você só precisa fazer o seu trabalho bem feito. Se esse único cliente perceber e sentir que está recebendo a dedicação adequada, vai te indicar naturalmente.

Mas existem outras estratégias de indicação, como:

  • Comunicar aos seus clientes sobre a abertura de novas vagas, o que os levará a passar a informação adiante para os amigos, ainda mais se sentir que as aulas estão dando certo;
  • Promover um plano de bonificação que pode funcionar assim: se o cliente conseguir que alguém se inscreva em algum dos seus planos de aula, recebe dinheiro como recompensa ou desconto na próxima mensalidade;

O plano de bonificação, por exemplo, também conta como uma maneira de fidelizar o cliente. Condições especiais são excelentes para promover a fidelização, como oferecer uma aula extra com um amigo ou familiar ou aula gratuita para experimentar uma outra modalidade de treino.

Esse tipo de estratégia é muito eficaz, desde que se tenha o cuidado de não cair no prejuízo. 

Leia mais: 8 dicas para ter uma vida financeira estável sendo autônomo

Agora que você sabe mais sobre como começar a trabalhar como personal trainer, cadastre-se no GetNinjas para começar a receber pedidos a toda hora!

E se você está pensando em contratar um desses profissionais para te auxiliar na prática de exercícios físicos, conte com a gente e encontre o personal perfeito!

Você também pode gostar

Deixe um comentário