Qual a diferença entre ilustrador e desenhista?

9 minutos para ler

Quando crianças, aprendemos a desenhar. Com o tempo, a maioria de nós foi deixando essa prática de lado. Mas nem todos.

Muitos fizeram do desenho seu modo de ganhar o pão de cada dia.

Você sabe diferenciar um ilustrador de um desenhista? 

Então, segue junto para entender um pouco mais sobre a prática do desenho.

O que faz um ilustrador?

O ilustrador é o profissional que faz as ilustrações tanto para empresas como para profissionais interessados em desenvolver uma marca e uma identidade visual singular. 

Vamos supor que você esteja abrindo uma loja virtual de venda de camisetas e bonés, mas não tem muita ideia do nome e da marca que mais tem a ver com o seu negócio. Ao contratar um ilustrador, por exemplo, ele vai poder te ajudar a construir a imagem que melhor representa o que você tem em mente. 

Para fazer isso, ele vai escutar o que você está pensando e propor criações imagéticas, como desenhos, animações, elementos gráficos, montagens, etc., para sua aprovação. Agora, se sua empresa tiver um porte maior, o ilustrador vai trabalhar em parceria com as áreas de criação e design, para produzir imagens que estejam alinhadas com a estratégia de comunicação e marketing implementada. Afinal, a identidade visual da empresa precisa ser coerente.  

Se pensarmos na expansão do e-commerce, o ilustrador tem bastante demanda de trabalho.

Veja, a seguir, onde esse profissional pode atuar.

Onde pode atuar?

O ilustrador pode atuar em:

  1. Empresas ou agências, nas áreas de Marketing, Criação ou Design

Conforme mencionado anteriormente, o ilustrador vai fazer parte de um time para conceber a identidade visual do produto ou a marca da empresa, pela aplicação de técnicas de ilustração e design que mais esteja de acordo com a proposta da empresa. 

  1. Editoras de livros e revistas

Há muito espaço para ilustrações nos livros infanto-juvenis e nas histórias de quadrinhos. As ilustrações são essenciais para a criação das narrativas e contação de histórias. Sabe aquele ditado: uma imagem vale mais do que mil palavras? É essa a força das ilustrações, especialmente em livros e revistas com pouco texto escrito. É um nicho excelente de trabalho para aqueles que curtem desenhar e contar histórias. 

Em ambos os casos, o ilustrador trabalha como empregado, e recebe os benefícios conforme direitos trabalhistas, ou como autônomo. Se optar pela vida de freelancer, poderá prestar serviços para empresas ou para pessoas físicas. 

Quais cursos precisa?

Não há pré-requisitos para ser um ilustrador, ou seja, não é preciso ter uma formação específica.

Mas como ser contratado por alguém?

O ilustrador precisa ter um portfólio ou uma página em redes sociais e profissionais, como o LinkedIn ou Instagram, por exemplo, para mostrar o seu trabalho. 

Além disso, como o mercado está cada vez mais competitivo, fazer um curso de graduação numa das seguintes áreas pode ser um grande diferencial:

  • Design
  • Artes Visuais
  • Artes Plásticas
  • Comunicação

Um curso superior não vai garantir um lugar ao sol, mas vai te levar a ter um conhecimento técnico e de conteúdo muito mais sólido do que o conhecimento adquirido apenas com a experiência prática. 

Entendemos um pouco sobre a vida do ilustrador: o que faz, onde pode trabalhar e o que precisa estudar. Agora, entenda mais sobre a profissão de desenhista, levando em consideração os mesmos aspectos. 

O que faz um desenhista?

Podemos fazer uma analogia entre o termo desenhar com design. Você certamente já ouviu falar em design gráfico, design de interiores, design de sobrancelhas, não é mesmo? Nos últimos anos surgiram outras funções articuladas ao design, como design instrucional (DI) que diz respeito ao desenho específico de cursos ou projetos na modalidade de Educação a Distância (EaD).

E por que “desenhar” é tão amplo assim? Porque desenhar não é uma atividade restrita apenas ao desenho de uma casa, de uma pessoa e assim por diante. Desenhar significa projetar. E, neste sentido, não diz respeito apenas à comunicação visual, como é o caso da ilustração, mas à criação de projetos.

Com isso em mente, veja onde pode atuar um desenhista.  

Onde pode atuar?

O desenhista pode atuar em diversas áreas.

Conheça algumas delas:

  • Arquitetura e Urbanismo

O desenhista que trabalha com arquitetura e urbanismo organiza, projeta e implementa espaços públicos ou privados. Para se tornar um profissional do ramo, que trabalhe para empresas ou como professor, por exemplo, é importante gostar de desenhar e saber usar as ferramentas digitais para criar plantas e projetos. O senso estético também pesa muito nessa área. 

  • Engenharia

Desenhistas também podem se dar muito bem nesta área de conhecimento, especialmente no que diz respeito ao desenho técnico e à geometria. Engenheiros eletricistas e de produção trabalham diretamente com plantas e desenvolvimento de projetos e se você for um bom desenhista e gosta da área da eletricidade, por exemplo, é mais um caminho possível.

  • Design de moda

Há muito o que fazer no mercado de moda. Se você tem um lado criativo e aguçado e sabe tudo o que está acontecendo nas passarelas, atuar nessa área pode ser quase a realização de um sonho. E não estamos falando apenas da criação de croquis e figurinos. Ao unir o lado artístico ao técnico, você pode trabalhar como estilista, modelista, consultor de estilo e produtor de moda. E – porque não? – como blogueiro.

  • Desenho Industrial

O desenhista industrial produz peças que sejam funcionais, economicamente acessíveis e fáceis de usar. Para isso, é preciso fazer o esboço do objeto a ser criado até o protótipo físico. São desenvolvidos desde vidros de cosméticos até máquinas de café e carros. 

O desenhista industrial trabalha não só na criação de produtos, mas no seu aprimoramento e otimização. Além de lidar com desenhos, é preciso entender de cálculos, princípios mecânicos e físicos, entre outros fatores.

  • Design de Interiores

Se você adora entrar nas lojas de móveis e quer comprar tudo para decorar sua casa, atuar com design de interiores pode ter tudo a ver com você. A proposta é criar ambientes esteticamente agradáveis e funcionais para uso. Planejar ambientes internos também implica em entender sobre iluminação e acabamento. 

  • Design de Joias

Já pensou em criar anéis, pulseiras e colares? O designer de joias faz exatamente isso. Mas, para isso, além de precisar saber desenhar (e projetar) o que você vai criar, você precisa saber lidar com os metais que serão usados. E para produzir a peça demandada, só com aval do cliente por meio do desenho. 

  • Design gráfico

Provavelmente o desenhista que trabalha na área de design gráfico é o que mais se assemelha ao ilustrador. É esse profissional que trabalha com técnicas artísticas, ilustrações e comunicação visual. Assim como o ilustrador, o designer gráfico desenvolve identidades visuais, logotipos e logomarcas, embalagens de produtos e vários materiais inerentes ao marketing. 

Quais cursos precisa?

Como você viu, citamos diversas áreas de atuação para os desenhistas. 

Em todas elas, é preciso fazer um curso de graduação reconhecido pelo MEC para poder atuar como profissional regularizado, além de especificidades relativas a cada profissão.

Quais as principais diferenças entre eles?

A principal diferença entre o trabalho de ilustração e o de desenho é a finalidade de cada um. 

A ilustração tem, por objetivo, mostrar alguma coisa, demonstrar, exemplificar uma ideia. Levando isso em consideração, ela vem carregada de sentido, com o intuito de transmitir uma informação. 

São exemplos de ilustrações:

  • Imagens
  • Desenhos
  • Figuras
  • Fotografias

O desenho diz respeito a um campo muito mais amplo, o da criação, conforme a imaginação e projeção de algo. Neste sentido, é uma prática mais livre, fluida. Mas isso não quer dizer que não esteja fundamentada por conhecimento teórico ou técnico, conforme as áreas de atuação para o desenhista. 

Muitas pessoas confundem o designer gráfico com o ilustrador, porque, de fato, ambos trabalham com a construção de uma identidade visual. O designer gráfico, ou o projetista gráfico, cria uma estrutura com elementos visando à comunicação visual. Esses elementos podem ser chamados de ilustrações. 

Neste sentido, a função de ilustração pode ser desempenhada por um designer gráfico, por exemplo, desde que ele tenha a competência técnica na área. Mas a recíproca nem sempre é verdadeira: para a criação de projetos gráficos, o ilustrador precisa ter outras competências desenvolvidas com a formação na área. 

Quais pontos eles têm em comum?

Se considerarmos o sentido mais literal da palavra desenho, que é o de representar alguma coisa por meio de lápis coloridos em um papel ou por meio de uma mesa digitalizadora, no caso do desenho digital, podemos dizer que desenhar tem muito a ver com ilustrar.

O objetivo é o mesmo: o da representação visual de alguma coisa ou ideia. 

É importante que o desenhista e o ilustrador:

  • Tenham competência técnica para o desenho 
  • Saibam utilizar elementos como harmonia, cor e formas para que o resultado tenha um valor estético

Podemos dizer que a ilustração é um desenho que busca conectar os sentimentos do artista ao do leitor. O ilustrador, neste sentido, é um desenhista que faz a mediação entre esses dois mundos. 

Por acaso, você já leu alguma história para uma criança? Já notou como elas ficam maravilhadas com as ilustrações? Pois, elas também estão narrando a história, com uma força surpreendente. 

Você sabia que existem livros feitos só com ilustrações, sem nenhuma palavra, a não ser o título? E sai tanta coisa de lá. Mais do que 1.000 palavras.
Desenhista ou ilustrador. Não importa qual área você queira atuar, o GetNinjas é o lugar ideal para você! No aplicativo você encontra clientes perto de você e negocia diretamente com eles. Cadastre-se no GetNinjas e invista na sua carreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário