Quero trabalhar como montador de móveis

9 minutos para ler

Ao buscar por recolocação no mercado de trabalho, muitas pessoas decidem se especializar e trabalhar na área de montagem de imóveis. Por conta da alta demanda de serviços, essa profissão é uma boa alternativa para quem deseja trabalhar de maneira autônoma.

Pensando nisso, decidimos explicar como trabalhar como montador, quais as áreas de atuação, e dicas para quem deseja se especializar na área. Então abra o seu bloco de anotações e continue a leitura!

Como trabalhar

O montador de móveis possui diversas áreas de atuação no mercado. Além de montar e desmontar móveis residenciais, de lojas ou escritórios,  este profissional realiza serviços de instalação e reparos, atuando também no planejamento e execução de projetos de móveis planejados.

Ao compreender as diversas situações em que o serviço de um montador de móveis é solicitado, é fundamental que antes de prestar serviços nessa área, o profissional saiba por onde começar.

Por onde começar

Para trabalhar como montador de móveis, você vai precisar de experiência no assunto. Em busca deste conhecimento prático na área e para ganhar aquela renda fixa todos os meses, muitos optam por trabalhar em lojas varejistas com carteira de trabalho assinada.

Existem também alguns profissionais que optam por trabalhar de maneira autônoma, prestando serviços para essas lojas de móveis. Neste formato, a empresa define qual será o valor da montagem e solicita os serviços do montador sempre que necessário.

Por este motivo, é comum encontrar no mercado montadores que preferem trabalhar por conta própria. Além de definir os próprios valores, o profissional autônomo pode lidar direto com os clientes e definir os horários de acordo com a rotina pessoal.

O montador de móveis geralmente inicia a carreira com trabalhos mais simples como montagem de portas e gavetas de móveis convencionais e, aos poucos, este profissional adquire conhecimento para entender quais são as principais ferramentas usadas em cada tipo de montagem e quais as principais funções.

Portanto, se você deseja trabalhar como montador de móveis, o primeiro passo é buscar por cursos profissionalizantes e trabalhos ou bicos simples na área de montagem e conserto de móveis. Dessa forma, você será capaz de aprender e colocar seus aprendizados em prática ao mesmo tempo.

Para aqueles que sonham em ter a própria rotina de trabalho e ser o próprio chefe, trabalhar como autônomo é uma ótima opção. Mas para isso, é fundamental planejar todos os passos: desde a emissão do seu CNPJ para emitir as notas fiscais, até o contato com o primeiro cliente. 

Entretanto, antes de procurar os clientes e prestar os serviços, é importante saber em quais áreas o montador de móveis pode atuar.

Assim, você será capaz de definir um orçamento que faça sentido de acordo com o grau de dificuldade de cada serviço solicitado, evitando cobrar um valor barato para trabalhos complexos que exigem mais tempo, por exemplo.

Áreas que pode atuar

Após a decisão de trabalhar como montador de móveis, é muito importante entender quais são os principais serviços solicitados nessa área para estar preparado quando o primeiro cliente entrar em contato pedindo um orçamento.

Além da montagem e desmontagens de móveis convencionais e planejados de aço ou madeira, o montador de móveis é responsável por realizar serviços de adaptações, reparos e assistência técnica para troca de peças e ferragens e fabricação de móveis sob medida.

A instalação de TV, cortinas e quadros na parede, bem como a armação completa de móveis como beliche, cama, cômoda, guarda-roupa, painel, rack, mesas e cadeiras para sala de estar, cozinha ou quarto também faz parte da lista de serviços da rotina de um montador de móveis.

Para garantir que tudo saia como planejado, é fundamental que o montador saiba programar as etapas de montagem e separar as máquinas, ferramentas e instrumentos que serão necessários para a realização do trabalho.

Com tantos serviços a serem prestados, entra a necessidade de se especializar no assunto para se tornar um profissional completo e adquirir o conhecimento necessário no assunto. Por conta disso, existem diversos cursos específicos para montadores de móveis.

Como começar

Sabemos que, antes de contratar qualquer tipo de serviço, é comum que as pessoas contem com a indicação de familiares ou amigos para obter a certeza de que irão contratar um profissional de qualidade. 

Sendo assim, para se profissionalizar na área de montagem de móveis, é essencial se capacitar e adquirir conhecimento teórico e prático para oferecer um serviço 5 estrelas aos seus clientes.

Além de realizar o atendimento direto com o cliente, o montador também é responsável por montar o móvel de acordo com o manual fornecido pelo fabricante, conferir se alguma peça está faltando e estruturar a mobília, utilizando as ferramentas específicas indicadas para a montagem.

Cursos para especialização

Os cursos oferecidos na área de montagem de móveis podem ser feitos por profissionais que já atuam como montadores e também por quem deseja começar a trabalhar no ramo, mas ainda não possui experiência na profissão.

Durante a especialização no curso, o montador aprende todas as competências necessárias para trabalhar na área, bem como os processos de montagem de móveis como mesas, cadeiras, prateleiras, estantes, armários residenciais e de escritório.

Ao optar por adquirir conhecimento por meio de cursos de montagem, o futuro profissional também irá aprender como utilizar máquinas e equipamentos com segurança, sem danificar as partes frágeis do móvel do cliente.

Portanto, se você deseja se tornar um profissional capacitado e requisitado no segmento de montagem de móveis, um curso de montador de móveis é uma ótima escolha.

Ao fim dos estudos, você saberá quais são os materiais e meios de produção necessários, bem como técnicas de manuseio de ferramentas e acessórios de instalação. 

Como vimos, a indicação é um dos fatores que influencia e muito na quantidade de serviços recebidos por um montador de móveis. 

Afinal, profissionais que possuem conhecimento técnico e um bom atendimento, deixam os clientes satisfeitos e esse grau de satisfação ajuda e muito na construção da carreira de um bom montador de móveis.

Com toda a bagagem de conhecimentos e experiência na área de montagem, o profissional estará pronto para colocar a mão na massa e começar a trabalhar.

Dicas para quem vai começar

Depois de anotar nossas dicas sobre como trabalhar na área de montagem de móveis, mantenha seu bloco de anotações aberto, pois separamos algumas informações e recomendações especialmente para você que deseja começar a trabalhar com montador.

Mesmo após obter a qualificação na área de montagem, é bem comum que surjam algumas dúvidas técnicas. Não tenha medo de contar com a ajuda de um profissional mais experiente para enfrentar as montagens mais complexas.

Quanto mais experiência você adquirir no assunto, menores serão as chances de danificar ou montar algum imóvel de maneira errada e decepcionar os seus clientes. Outra dica muito valiosa é criar cartões de visita.

Dessa forma, caso você tenha prestado um serviço  e atendimento de qualidade, o cliente lembrará de você caso precise de ajuda com a montagem ou instalação de outros móveis no futuro. Lembre-se também de cumprir com os horários pré-estabelecidos.

Além de evitar aborrecimentos, a pontualidade evita frustrações e garante que o trabalho de montagem seja realizado dentro do prazo combinado com o cliente, sem ultrapassar o horário, o que aumenta ainda mais as chances de se mostrar como um profissional dedicado e de qualidade.

Para quem já está no mercado

Se você já trabalha a algum tempo como montador de móveis, esse conteúdo também é para você. Como vimos, é fundamental se especializar para obter o conhecimento necessário no assunto e prestar um bom atendimento.

Mas, além desses pontos, como um montador já experiente pode tornar seu serviço ainda melhor?

Dicas para quem já tem experiência

A montagem de móveis é um trabalho que exige conhecimento, experiência e habilidade. Dessa forma, é importante que, sempre que for realizar uma montagem, o profissional utilize o manual de montagem do móvel.

Por meio deste informativo que vem junto com as peças de mobília, o montador poderá identificar o peso do produto, bem como os requisitos de montagem, ferramentas necessárias, lista de peças que guiam o sistema de montagem e desenhos ilustrativos que podem auxiliar o profissional durante o trabalho.

Antes de colocar a mão na massa e começar o serviço, também é importante que o montador separe as peças para facilitar a montagem. Por fim, ao finalizar o trabalho, o profissional deve chegar se o móvel está realmente pronto e em boas condições de uso.

Ao checar se o móvel foi montado corretamente, você garante durabilidade para a mobília do cliente, evitando possíveis danos e prejuízos para quem contratou os seus serviços. 

Esperamos que esse post tenha te ajudado a entender mais sobre como funciona a rotina de um montador de móveis, bem como as áreas de atuação e as dicas de como se tornar um profissional de referência no mercado!

Cadastre seus serviços
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.