5 dicas para ser um bom técnico de futebol

Homem vestido de preto segurando uma prancheta na frente de alguns meninos com camisa de time azul.
10 minutos para ler

Vôlei, basquete, natação, skate, surf, tênis, ginástica. O Brasil tem mostrado um bom desempenho em vários esportes, com muita luta e garra, porque nem sempre tem o investimento adequado. 

Mas, cá entre nós, o esporte que dominamos com maestria é o futebol. Ele está em todos os lugares: nas comunidades, nos condomínios, nas escolas, nos parques, na rua, na praia. 

O sonho de muita criança é ser jogador de futebol. De meninos e meninas, diga-se de passagem. O futebol feminino está aí para provar que jogar futebol não é coisa só de menino. Está no sangue. É cultural. 

Por ser tão concorrido e desejado, nem todo mundo consegue chegar lá. Fazer do futebol uma profissão é bastante desafiador. Requer muito treino, força de vontade, cuidar da alimentação e do corpo. Nesse sentido, é preciso abrir mão de muita coisa, especialmente das coisas que os jovens curtem fazer. Uma pitada de sorte e dom também fazem a diferença.

Uma das preocupações dos jogadores de futebol é que este tipo de profissão não dura muito tempo. O corpo tem seus limites. Chega uma hora em que ele não responde com a mesma intensidade, fora as eventuais lesões que fazem parte do jogo. 

E depois? Muitos jogadores de futebol, tanto pela experiência como pelo amor ao esporte, resolvem se tornar técnicos.

O Renato Gaúcho jogou no Grêmio por bastante tempo e foi técnico pelo mesmo time também por muito tempo, coisa rara nos dias de hoje. É um ídolo para o time. O Tite pode ser considerado o melhor técnico do Brasil hoje em dia, mas, tecnicamente falando, não era dos melhores jogadores. 

Esses exemplos são inspiradores. Mas uma coisa é saber jogar bola e outra é saber ser técnico. Você também pode estar se perguntando se precisa ter jogado bola para ser técnico de futebol? É o que vamos responder logo mais.

Dê uma olhada na formação necessária para ser um técnico de futebol.

Qual a formação necessária para ser técnico de futebol?

Todo mundo tem preconceitos a respeito do que não conhece. Muita gente acha que a vida no exterior vai ser uma maravilha em função de todas as oportunidades e de ganhar em euro ou dólar, mas ao chegar lá, essas mesmas pessoas se dão conta de que a realidade não é bem assim. 

Pensar que somente ex-jogadores de futebol podem se tornar técnicos de futebol segue na mesma linha dos preconceitos. 

Qualquer pessoa com um curso superior em Educação Física, em uma universidade ou faculdade credenciada pelo MEC, e com uma formação oferecida pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pode exercer essa profissão. Os ex-jogadores, em função da experiência em campo, não precisam da graduação na área.

A CBF Academy oferece 4 módulos de formação.

  1. Licença A

Para aqueles que atuam ou querem atuar em equipes profissionais de futebol.

  1. Licença B

Para os que atuam ou querem atuar como treinadores de equipes de categoria de base. Também oferecida na modalidade de futsal e beach soccer. 

  1. Licença C

Essa licença é para os profissionais que querem atuar como treinadores ou professores de futebol em escolas. O profissional pode optar pela modalidade de futsal para obter a licença C.

  1. Licença Pro

Neste curso, só são aceitos treinadores convidados por meio de uma seleção qualitativa que já possuem a licença A.

Olhando para essas licenças, escapamos de outro preconceito: pressupor que o futebol brasileiro diga respeito apenas à série A, ou que é só isso que importa. 

Mas o campo é bem mais amplo. Muitas crianças que sonham em jogar bola profissionalmente começam a jogar em escolinhas de futebol. E essas escolas só funcionam com a presença e o trabalho de um técnico.

A CBF Academy oferece vários outros cursos, programas e workshops para aqueles interessados em fazer parte do ecossistema do futebol, oferecidos pela Escola de Gestão e Negócios e pela Escola Técnica.

Apesar de serem direcionados a outros profissionais da área, quanto maior a formação do técnico, mais capacitado ele vai estar. Isso porque um técnico não é apenas um técnico. Técnico no sentido de ensinar técnicas. Um técnico é mais do que isso: é um líder, um modelo.

5 dicas essenciais para ser um bom técnico de futebol

Vamos supor que você tenha interesse em atuar como técnico em alguma escolinha de futebol. 

Em primeiro lugar, você estará trabalhando com crianças e adolescentes na busca da realização de um sonho. Isso quer dizer que você pode fazer uma grande diferença na vida dessas pessoas. É uma responsabilidade e tanto, não é?

Mas é justamente essa responsabilidade e comprometimento que pode te levar a ser reconhecido e lembrado pela qualidade do seu trabalho. Para muitos, o reconhecimento desse tipo vale muito mais do que um bom salário.

Seus objetivos enquanto técnico desse público-alvo vão ser, dentre outros::

  • desenvolver capacidades psicomotoras e físicas;
  • trabalhar habilidades sociais, como comportamento em equipe;
  • formar boas jogadas;
  • trabalhar aspectos técnicos;
  • ensinar jogadas táticas;
  • criar estratégias em campo;

Para isso, um bom técnico precisa saber transmitir seu conhecimento por meio de  disciplina e paciência.

Confira nossas dicas para que você arrase na quadra, no campo, na areia ou onde quer que você vá colocar seu trabalho em prática.

Seja um educador

Um técnico de futebol não é visto pelos seus alunos apenas como um técnico ou como aquele que está passando informações sobre como jogar boas partidas de futebol. Um técnico é visto como um líder, como aquele que tem experiências, que tem autoridade no assunto. 

Por isso, para além das jogadas, é importante aproveitar esse espaço e essa relação de confiança para ensinar valores que todo o cidadão deve carregar consigo.

Um bom técnico também desenvolve a seguintes atitudes nos seus alunos, dentre outras:

  • respeito;
  • responsabilidade;
  • esforço;
  • disciplina;
  • resiliência;

Afinal, jogar não equivale a ganhar. Saber perder também faz parte do jogo, respeitando o adversário.

Explique o jogo antes de ensinar a jogar

O bom treinador, e educador, não indica o que cada jogador deve fazer, conforme o planejamento e a estratégia formada. Ao contrário, o técnico deve explicar a movimentação técnica e os fundamentos do esporte. Só assim os jogadores poderão entender o funcionamento e a dinâmica do jogo, podendo criar seus próprios lances e surpreender os adversários.

Todo mundo sabe que dificilmente as coisas fluem exatamente como o planejado. É claro que o técnico vai trabalhar com o planejamento de jogadas, resultado de muito estudo. Mas não podemos esquecer que cada jogo é um jogo. O mesmo vale aos jogadores. Nem sempre o Neymar está brilhando e até o Messi já deu bola fora. Acontece.

Se os jogadores forem ensinados a apenas repetir as jogadas, eles terão menos condições de pegar bons lances. 

Leia mais: O que é planejamento estratégico?

Critique, mas saiba elogiar

Muita gente acha que a gente só aprende na marra ou quando perde. É comum ouvir um pai falar ao filho: “Viu, só, já te disse mil vezes para parar de correr de meia. Agora, se machucou. Só assim para aprender.”

Mas saiba que existem várias maneiras de ensinar e de aprender e, nem sempre, o erro por si só é a melhor das alternativas. 

As críticas construtivas são muito válidas quando elas apresentam o “erro” ou o “problema” e identificam novas soluções. É importante que os alunos entendam que o erro faz parte da aprendizagem, mas o técnico precisa saber falar sobre os erros no sentido de encorajar o aluno a corrigir o que for preciso para melhorar ainda mais o seu desempenho.

Corrigir o erro é uma coisa, desmotivar os alunos é outra. O elogio é uma excelente ferramenta para motivar o aluno a seguir melhorando. 

Faça do seu time um coletivo

Como dito lá no início do texto, o futebol é um esporte que está em todas as partes do Brasil. Neste sentido, é um esporte inclusivo ou assim deveria ser. 

Muitos técnicos investem nos jogadores mais habilidosos, deixando no banco de reservas os que apresentam mais problemas ou que não se encaixam tão bem no time. Se esses jogadores não forem colocados no campo para treinar, como vão melhorar?

É importante levar em consideração que o futebol é um esporte coletivo. Os jogadores fazem parte do mesmo grupo e devem ser incluídos para que o time renda mais. 

Essa talvez seja uma das tarefas mais difíceis para um técnico, ainda mais quando o valor está mais voltado ao craque. Não adianta um time ter ótimos atacantes e uma péssima defesa ou contar com um jogador excepcional que pode se machucar a qualquer momento.

Continue se aperfeiçoando

Assim como em qualquer profissão, as novidades são constantes. Não dá mais para atuar em nenhuma área do mercado sem se manter atualizado. Participe de cursos, workshops, vá a palestras. Leia notícias, escute podcasts, assista vídeos.

Aproveite que tem muita coisa disponível na Internet. Acesse perfis interessantes nas redes sociais, siga plataformas, entre em contato com colegas para compartilhar conhecimento e efetuar boas trocas.

Cuide da sua postura. Se você vai trabalhar como um educador, e pretende ser modelo para os iniciantes ou que estão em formação, preze por condutas adequadas e honestas. 

Já está na hora de sair da cultura da gambiarra e de achar que com um jeitinho tudo vai se resolver.

Acha que é uma profissão interessante e que você tem o perfil adequado para ser um bom técnico de futebol?Saiba quando você pode ganhar, para além do reconhecimento.

Leia mais: Qual a diferença entre consultoria, mentoria e coaching.

Quanto ganha um técnico de futebol?

Atualmente, a média do piso salarial do técnico profissional de futebol é de, aproximadamente, R$5.000,00. Mas o salário pode ir dos R$2.244,00 até R$16.146,00.

Agora, se formos falar dos técnicos dos países que participaram da Copa do Mundo de 2018, o valor do salário é quase inimaginável.

O Tite, por exemplo, assim como o técnico francês Didier Deschamps, chegam a ganhar R$14,5 milhões por ano. O técnico alemão Joachim Löw é quem mais ganha, com um salário anual de R$15,9 milhões. 

Agora que você sabe mais sobre a profissão e acredita que está pronto para atuar como técnico de futebol, cadastre-se no GetNinjas e amplie sua cartela de clientes!

Por outro lado, se você está em busca de um treinador, conte com os nossos profissionais. 

Você também pode gostar

Deixe um comentário