Guia do profissional: diarista

17 minutos para ler

Saiba tudo que você precisa para ser um diarista de sucesso!

Você conhece o trabalho de uma diarista?

Dados de 2010 da OIT (Organização Internacional do Trabalho) mostraram que o Brasil é o país com o maior número de diaristas do mundo.

Número maior do que a população da Dinamarca, o Brasil possui, aproximadamente, 7 milhões de pessoas nesta profissão, sendo predominantemente mulheres.

Por isso, se você está pensando em começar a trabalhar como diarista, confira esse conteúdo.

Separamos um guia do profissional diarista para você entender as responsabilidades, a média salarial, os pré-requisitos, dicas e até mesmo um glossário da área.

Veja até o final e anote todas as dicas.

O que faz uma diarista?

Também podendo ser chamada de doméstica, o trabalho do diarista é, resumidamente, garantir a manutenção e limpeza da casa.

O nome diarista, aliás, vem justamente da função do profissional. Ele é contratado por um dia, ou seja, 8 horas para fazer a limpeza do ambiente.

A Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), feita para reconhecimento e descrição das ocupações no mercado de trabalho brasileiro descreve o trabalho do diarista.

Primeiramente, o cargo está na classificação 512120:

5 – Trabalhadores dos serviços, vendedores do comércio em lojas e mercados

51 – Trabalhadores dos serviços 

512 – Trabalhadores dos serviços domésticos em geral

5121 – Trabalhadores dos serviços domésticos em geral

5121-20 – Empregado doméstico diarista

Já as suas funções, incluem:

  • Higienização dos espaços, como salas, cozinha e quartos;
  • Limpeza da área externa da casa, de portas, de quintais, de pisos, de paredes e de janelas;
  • Lavar, aspirar ou limpar tapetes e carpetes;
  • Limpar objetos da casa;
  • Lavar louça e organizar a cozinha;
  • Trocar roupas de cama, de mesa ou de banho;
  • Limpeza de lustres e móveis;
  • Limpar os banheiros;
  • Molhar as plantas;
  • Recolher o lixo;
  • Conhecer e manusear os equipamentos de limpeza disponíveis;
  • Em alguns casos, cuidar da higiene e do espaço dos animais de estimação;
  • Em alguns casos, alimentar o animal de estimação.

Entretanto, o trabalho do diarista é muito variável, podendo ser uma grande lista de tarefas ou uma rotina tranquila. Suas atribuições, na realidade, dependerão do local e do empregador.

Mercado de trabalho das diaristas

Na escolha da sua profissão, um dos pontos mais importantes é entender o mercado de trabalho do ofício.

Informações como a faixa salarial e as áreas de atuação são fundamentais. 

Afinal, esses fatores vão influenciar diretamente no seu rendimento anual, na sua qualidade de vida e no seu dia a dia.

Além disso, entender o mercado de trabalho é importante para você reconhecer quais as possibilidades mais estratégicas e rentáveis de se trabalhar.

Pensando nisso, separamos informações importantíssimas para você saber tudo que precisa do mercado de trabalho dos diaristas.

Áreas de atuação

Primeiramente, é muito comum a confusão entre diarista e empregado doméstico.

Começando pelo empregado doméstico, esse tipo de profissional trabalha com vínculo empregatício.

Ou seja, ele terá a carteira assinada com uma jornada de 8 horas diárias, salário fixo, férias remuneradas, seguro desemprego, vale transporte, 13º salário, FGTS, alimentação (sem desconto de valor) e mais.

Já falando do trabalho do diarista, o mais comum é a sua atuação em casas de famílias diversas.

Podem ser feitos trabalhos avulsos, como o empregador chama apenas quando houver necessidade.

Mas também pode ser com uma constância, como por exemplo o diarista ir toda segunda-feira.

Além disso, ainda é possível trabalhar em eventos familiares ou festas e confraternizações, como no Natal ou em algum aniversário.

Por ser um trabalho autônomo, o diarista não possui vínculo empregatício, não tendo carteira assinada.

Seu trabalho, então, é sempre cobrado pelo dia e, caso passe de 8 horas de expediente, pode ser cobrado hora extra.

O empregador, além do valor do dia, deve pagar o transporte e fornecer alimentação no local.

Por não haver vínculo empregatício, o diarista deve pagar Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) caso queira aposentadoria.

Em relação ao valor cobrado pelo diarista, é variável. Vai depender da cidade, da região, do serviço, da distância e de outros diversos fatores que o profissional pode escolher considerar.

Leia também: Qual a diferença entre diarista e faxineira?

Qual a média salarial de uma diarista?

A pergunta que não quer calar: mas quanto o diarista ganha? Afinal, esse é um dos mais importantes fatores para a escolha de carreira.

Por ser um trabalho autônomo, o salário do diarista é muito variável, podendo sair de R$ 1.250 à R$ 2.260.

Uma pesquisa foi feita pelo Novo CAGED, que contou com cerca de 143 profissionais da área e no período de outubro de 2020 a setembro de 2021.

O resultado considerou uma jornada de 42 horas semanais e mostrou que a média mensal é um valor de R$ 1.377,10. 

A cidade de maior contratações destinadas ao diarista e um mercado mais próspero é São Paulo, em São Paulo.

É importante reiterar que esse cálculo não envolve bonificações extras. Entretanto, no ramo, é comum os profissionais receberem, frequentemente, comissões, gorjetas, bônus e etc.

Leia também: Quanto custa uma diarista?

Por que trabalhar como diarista?

Nesse momento, você pode estar em dúvida se realmente será uma carreira que quer seguir.

Para te ajudar, esses são alguns benefícios do ofício:

  1. Você conhecerá diferentes casas e pessoas;
  2. Você poderá organizar sua rotina da maneira que preferir;
  3. Você terá autonomia de decidir quanto de demanda de trabalho pode pegar;
  4. Você conseguirá ter rendimentos maiores por ser uma jornada autônoma.

Mas, para além disso, você sabe quais são os pré-requisitos e a formação necessária?

Confere agora quais habilidades e conhecimentos você deve ter como diarista.

Quais são as habilidades de uma diarista?

Em qualquer profissão do mundo, existem bons hábitos e habilidades que devemos manter para sermos a nossa melhor versão profissional. Como diarista não poderia ser diferente.

Antes de tudo, é importante que o diarista seja organizado e higiênico. Afinal, todo o propósito do seu trabalho é esse.

Além disso, o diarista precisa ser cuidadoso, pois estará mexendo nos itens de outras pessoas.

Ainda é importante que o diarista seja atencioso com uma boa memória, para lembrar preferências, gostos e pedidos do empregador.

Simpatia também é importante em um ofício que envolve relacionamento com outras pessoas. Afinal, quanto mais seu empregador gostar de você, mais ele terá vontade de te contratar.

Fazer um trabalho ágil também pode ser interessante para otimizar seus serviços.

Essas são algumas das habilidades que um diarista deve ter.

Mas, não se preocupe, não é preciso nascer com todas essas habilidades. Todas elas podem ser aprendidas com o trabalho do dia a dia.

Sempre lembre que ninguém nasce com todos os pré-requisitos de uma vaga. A experiência que transforma verdadeiros profissionais.

Quais são os pré-requisitos para um diarista?

Para você ser, de fato, diarista existem algumas exigências. Entretanto, essas exigências são alteráveis, a depender do local e empregador.

Primeiramente, é importante ter mais de 18 anos.

De forma geral, no nível de ensino, não é necessário uma graduação, mas é comum a solicitação que o profissional possua o ensino fundamental completo e 1 a 2 anos de experiência na área.

Mas como conquistar experiência do nada?

Para começar, você pode ser ajudante de outros diaristas e, dessa forma, conquistar mais experiência na área. 

Além disso, é recomendável a realização de cursos profissionalizantes em escolas e cursinhos.

A formação permite o maior conhecimento e nível de autoridade no assunto, podendo subir a sua precificação e hora. 

Dentro de um curso você aprende assuntos como:

  • Direitos;
  • Postura ética;
  • Deveres e obrigações;
  • Saúde; 
  • Seguranças;
  • Materiais e itens de limpeza;
  • Organização do trabalho;
  • Truques importantes de limpeza;
  • Limpeza pós obras;
  • Limpeza para ambientes com pessoas alérgicas;
  • Limpeza de ambientes que possuem animais de estimação;
  • Limpeza de piso, porcelanatos e granitos;
  • Como fazer uma limpeza eficiente;
  • Como manter a geladeira organizada;
  • Tudo sobre lavanderia
  • Erros para você não cometer;
  • Recomendações importantes;
  • Como precificar.

É uma infinidade de coisas para aprender, né? Por isso a realização de um curso é tão importante.

Mas, não se preocupe, caso não seja uma possibilidade para você, a experiência já é suficiente e super satisfatória.

Dicas para diaristas

Um profissional de qualidade reconhece que está em constante período de evolução. E, nesse processo de evolução, todo conhecimento é bem-vindo.

Por isso, separamos algumas dicas para te ajudar a ser sua melhor versão sempre.

Como ser um profissional de sucesso

Em uma profissão que lida com pessoas e o espaço pessoal delas, é importante manter algumas boas práticas para possuir um relacionamento saudável com os seus clientes.

Por isso, separamos algumas dicas para você entregar um serviço e uma relação de qualidade.

#1 – Domine os conhecimentos técnicos

Como diarista, é fundamental que você conheça os domínios técnicos para limpar a casa.

Por exemplo, você poderá ter um apartamento com porcelanato, uma casa com piscina, um sítio com jardim. E, como diarista, será o seu papel saber cuidar e limpar esses ambientes. Por isso, sempre mantenha a mente ativa e estude todas as técnicas necessárias.

#2 – Seja simpática

Seu serviço pode ser incrível, mas se você não possui uma boa relação com a pessoa que está te contratando, provavelmente ela vai optar por outra pessoa.

Mas calma. Quando falamos sobre simpatia, não significa forçar a barra e puxar diversos assuntos com os moradores da casa.

É apenas manter a educação, ter bom humor e, nos diálogos realizados, ser divertida e descontraída.

Afinal, seu empregador é sempre a sua prioridade e, por isso, ele sempre deverá gostar de você.

#3 – Seja atenciosa

Rotina de diarista é um pedido atrás do outro.

Por exemplo, vamos supor que você tem uma cliente que vai regularmente na casa dela e, logo antes de sair para o trabalho, ela pede que, nesse dia, você também limpe as janelas.

Como não está na sua rotina, pode ser fácil de esquecer. Por isso, anote suas atribuições em um local e garanta que cumprirá com tudo solicitado.

#4 – Surpreenda

Seguindo o mesmo exemplo do anterior.

Se você está em uma casa já acostumada e percebe que o porcelanato está sujo, o que custa fazer a limpeza? 

Considerando que você tenha o tempo disponível, tente fazer algumas coisas não solicitadas para agradar o seu cliente e mostrar que você se importa em ver sua casa arrumada.

#5- Não minta

Se em algum dia de trabalho você está tendo uma rotina puxada e não está conseguindo dar conta de tudo, não tenha medo de falar!

Pior será se o empregador descobrir sem ser por você.

Seja sempre sincera, se desculpe e, se for possível, compense o que não foi feito depois.

#6 – Seja limpa e organizada

Quando falamos em arrumação da casa ou cozinhar as refeições dos clientes, a limpeza é a parte mais importante do processo.

Afinal, como a casa poderá estar verdadeiramente organizada e limpa, se você não está garantindo que isso seja feito?

Manter o ambiente limpo é essencial para a satisfação  e felicidade do cliente. 

#7 – Seja ágil

Claro que entendemos que tem tarefas que tomam tempo e não tem como fugir, mas estamos falando de tarefas que podem ser otimizadas.

Procure técnicas de limpeza mais rápidas e práticas para facilitar o seu dia a dia.

Além disso, tente organizar suas atribuições de uma maneira fluída e intuitiva.

Por exemplo, por que não deixar para lavar a louça na hora que o café está sendo fervido?

#8 – Explore diferentes comunicações

O sucesso de um profissional está diretamente atrelado a sua visibilidade.

Afinal, quem não é visto não é contratado.

Por isso, use das suas redes sociais para:

  • Divulgar seu serviço;
  • Encontrar novos clientes;
  • Manter o contato com atuais clientes;

Para um início de carreira, essas são algumas dicas que você pode manter em mente na hora do seu expediente.

Claro que, com experiência, existirão muitas mais lições aprendidas.

Afinal, esse é um processo constante de evolução.

Por isso, mantenha todas essas dicas sempre em mente e revisite esse conteúdo sempre que precisar.

Livros para ser uma profissional de sucesso

Uma das maiores fontes de conhecimento do mundo são os livros. Por isso, confere essa lista maravilhosa de indicações.

#1 – Manual Prático do Trabalhador Doméstico: Da Contratação ao Desligamento

Livro voltado mais para burocracias, Aristeu de Oliveira lançou em 2016 para falar de assuntos como:

  • Férias 
  • Trabalho de tempo parcial
  • Registro obrigatório de horário de trabalho 
  • Vale-transporte • Intervalo para alimentação
  • Alimentação
  • Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)

Por tratar de direitos e deveres, esse livro é essencial para o empregador e para o empregado. 

#2 – Manual do trabalho doméstico

Lançado em 2018 por Sérgio Pinto Martins, fala sobre os direitos trabalhistas dos empregados domésticos e diaristas.

O livro estuda e analisa os direitos das pessoas que trabalham nessa área e, principalmente, fala sobre o cumprimento desses direitos.

A obra fala sobre os direitos com e sem vínculo empregatício, trazendo ainda uma perspectiva jurídica.

#3 – Minha vida passada a limpo: Eu não terminei como faxineira, eu comecei!

Veronica Oliveira, escritora e protagonista do livro, é uma mulher, residente de São Paulo, mãe e batalhadora.

Trabalhava como atendente em um call center, em que era explorada e mal conseguia pagar as contas de casa.

Ao entrar em um quadro depressivo e, com ajuda psicológica, perceber que precisava mudar a sua realidade, resolveu se tornar faxineira e, após uma divulgação pelo Facebook, conseguiu começar a trabalhar.

Dentro da área, criou o Faxina Boa, uma página no Facebook para falar sobre seu propósito, seu trabalho e sua vida.

Atualmente, é influenciadora digital e trabalha para falar sobre a profissão e suas possibilidades dentro dela.

Com sinceridade e bom humor, o livro é uma fonte de referência e inspiração para quem está engatinhando na profissão.

Boas práticas para diaristas

Imagina: primeiro dia de trabalho. E agora, como se portar? Todas as dicas já comentadas servem para você manter sua postura profissionalmente.

Mas, para ajudar, confere boas práticas para ser um excelente profissional! Anote todas as dicas e siga à risca.

#1 – Seja pontual

Afinal, quem quer um profissional atrasado?

Ao definir um horário com seu empregador, garanta que você estará lá no horário.

Além disso, caso fique depois do seu expediente, deixa claro que haverá a cobrança da hora extra.

#2 – Seja cautelosa

Tenha cuidado nas técnicas que utiliza.

Por exemplo, vamos supor que você chega em casa e o sofá está manchado. Caso você não saiba a técnica correta de limpeza, não se arrisque. Talvez você piore a situação do sofá.

Nessas situações, converse com seu patrão e o pergunte como ele quer lidar.

#3 – Seja comprometida

A todo momento, mostre o seu comprometimento e esforço com aquele cliente.

Demonstre interesse em sua casa e dedicação nas suas tarefas, sempre tirando dúvidas quando necessário.

#4 – Tenha uma comunicação aberta

O diálogo é fundamental para uma boa relação entre o empregado e o empregador.

Por isso, em um dia difícil ou ruim, não tenha medo de ser sincera.

A sinceridade constrói confiança.

#5 – Respeite as regras da casa

Existem diferentes tipos de pessoas e clientes.

Alguns receberão você de porta aberta, pedindo para você limpar todos os espaços da casa. 

Mas algumas pessoas são mais privadas, tendo regras mais restritas, como a impossibilidade de entrar em um quarto ou abrir um cofre.

Nessas situações, lembre e, se possível, anote todas as regras. É fundamental que você respeite os limites do empregador.

#6 – Inove e organize

Em casas que têm um bom relacionamento entre você e o cliente, por que não sugerir ideias novas?

Por exemplo, a pessoa possui um guarda-roupa desorganizado e você é sempre responsável por lavá-las e guardá-las, o que custa criar uma forma de organização para que o cliente possa seguir?

#7 – Divulgue seus serviços 

Como já citado, é importante que você procure ser notado, por meio de:

  • Uso das redes sociais para criação de conteúdo;
  • Criação de cartão de visitas para aumentar a autoridade;
  • Divulgação de panfletos falando sobre seu serviço;
  • Solicitação dos clientes por indicação;

Existem diversas maneiras de divulgar seu serviço e, nesse processo, não esqueça de utilizar do apoio de clientes satisfeitos.

#8 – Utilize do GetNinjas

Somos o maior site de serviços do país e trabalhamos com o propósito de conectar quem precisa com quem precisa fazer. Por aqui, conseguir clientes é fácil!

Basta se cadastrar como prestador de serviço e, rapidinho, os clientes chegarão até você.

Estamos há mais de 10 anos nessa área e temos uma rede de mais de 500 serviços, sendo a primeira opção do cliente e a principal fonte de renda de profissionais autônomos e pequenas empresas.

Transformamos vidas ao redor de todo o país, facilitando o dia a dia dos clientes e abrindo um espaço de crescimento para os profissionais brasileiros.

Diarista que está começando, não se acanhe. Seus primeiros clientes estão por aqui! 

Glossário da profissão

Como diarista, essas serão algumas palavras e pedidos que você escutará e fará no dia a dia:

  • Limpar: ato de retirar sujeiras;
  • Polir: processo de reativar o brilho de superfícies;
  • Desinfecção: destruição de possíveis bactérias, insetos e parasitas;
  • Varrer: limpar com a vassoura o chão de um local;
  • Secar: retirar a umidade de algo;
  • Organizar: dispor de algo de forma ordenada;
  • Molhar plantas: regar para mantê-las vivas;
  • Passar pano: ação para limpar o chão da casa;
  • Trocar as roupas: geralmente, trocar as roupas de cama para deixar o ambiente mais confortável..

Pronto para ser uma diarista no GetNinjas?

Depois de tudo isso, acredito que você já sabe tudo que precisa sobre o dia a dia de um diarista.

Responsabilidades, área de atuação, média salarial, motivos para escolher a profissão, pré-requisitos, conhecimentos, habilidades importantes, dicas, livros, boas práticas, e, até mesmo, glossário.

Agora está na hora de colocar esse conhecimento em prática!

Nós, do GetNinjas, somos um gerador de oportunidades e conectamos quem precisa com quem sabe fazer.

Seja um diarista e inscreva-se na nossa plataforma como prestador de serviço!

Você também pode gostar

Um comentário em “Guia do profissional: diarista

  1. Gostei do assunto guia do profissional diarista,estava precisando dessas dicas no conteudo do artigoo,parabéns pela sua editação do mesmo .

Deixe um comentário