O que é preciso para abrir uma empresa?

9 minutos para ler

Saiba tudo que precisa para conseguir abrir o seu negócio!

Você já teve vontade de abrir o seu próprio negócio? Nos últimos anos, o empreendedorismo ganhou muito destaque.

Uma pesquisa feita pelo Ministério da Economia mostrou que, em 2020, o Brasil atingiu o recorde no número de novas empresas abertas.

Encerramos o ano com cerca de 20 milhões de negócios ativos, representando um aumento de 6% em comparação ao ano anterior, 2019.

Em relação a microempreendedores individuais (MEIs), o crescimento foi ainda maior, contando 2,5 milhões de novos registros, ou seja, um aumento de 8,4% em relação a 2019.

Faz sentido… Afinal, todo dia vemos diversos novos negócios, até mesmo pelo Instagram.

Nesse mar de crescimento, aposto que já passou na sua cabeça a ideia de abrir a sua própria empresa.

Mas você sabe o que é preciso para essa abertura?

Pensando nisso, preparamos esse conteúdo para te explicar tudo que você precisa para abrir sua própria empresa.

Leia o material até o final e dispare o seu negócio já.

Qual negócio abrir?

Que tipo de empreendedor você quer ser? Afinal, quando pensamos em abrir um negócio, existem diversas áreas nas quais podemos escolher.

Por isso, antes de procurar saber como abrir uma empresa, é importante escolher qual negócio você irá abrir.

Para isso, existem três passos básicos que você pode seguir.

Confere aqui embaixo.

#1 – Escolha sua habilidade

A primeira coisa que você deve fazer é escolher as coisas que gosta de fazer e trabalhar.

Afinal, não adianta possuir um doceria porque o mercado está em alta se você não sabe nem por onde começar para fazer um bolo.

Não procure pela área em alta no mercado, foque em encontrar o que você gosta de fazer.

Se a sua paixão é dançar, você pode abrir um estúdio de dança. E assim vai.

Qual a sua habilidade ou a área que você gosta de trabalhar?

#2 – Pesquise o mercado

Com a sua área decidida, chega o momento de entender o mercado.

Afinal, agora você já sabe qual foco olhar.

Por isso, pesquise concorrentes, especialistas e organizações da área.

Uma dica legal é: procure concorrentes fortes locais e, ao mesmo tempo, organizações mundiais famosas da área.

Assim, você terá uma parcela de referência grande, mas também olhará para as pessoas que você concorrerá no dia a dia.

Lembre-se: o estudo do mercado e da concorrência é essencial. 

Ao observar os outros, você antecipa acertos e previne erros no seu negócio.

#3 Veja se tem perfil empreendedor

Essa é a parte mais subjetiva do processo. Com sua área definida e a pesquisa de mercado feita, você já pode colocar as mãos na massa.

Mas, antes disso, pergunte-se: estou preparado para empreender?

Afinal, construir o seu empreendimento pode ser muito lucrativo e bem-sucedido. Mas, até chegar lá, existem muitos desafios a serem superados.

O empreendedor precisa ter um espírito batalhador, estratégico e inovador. Você está pronto para o desafio?

Basicamente, essas são as três etapas para decidirmos qual negócio vamos abrir.

E com o negócio decidido, chegamos na melhor parte: mas o que preciso, de fato, para abrir uma empresa?

Quais os custos para abrir uma empresa?

No meio de tantas dúvidas, sempre tem uma que permanece: os valores para abrir um negócio.

Afinal, é geralmente no início que possuímos os menores valores de investimento.

E em relação ao valor para abrir uma empresa, depende. Apesar de ser uma resposta frustrante, é a realidade.

Afinal, ao fazer o registro de uma empresa existem taxas que você deve pagar aos órgãos públicos, mas esses valores variam a depender da cidade.

Não só isso, mas diferentes órgãos em diferentes locais exigem especificações diferentes na execução do processo.

Por isso, é muito importante o planejamento financeiro para a abertura estar dentro do orçamento geral.

Em São Paulo, por exemplo, as taxas custam, em média, R$ 3.000 para a criação do seu CNPJ. No Rio de Janeiro, o mesmo processo pode chegar até RS 1.200. Percebe como os valores são variáveis a depender da sua localização?

Para você saber o valor que gastará, é importante entrar em contato com a Junta Comercial e a Prefeitura da sua cidade.

Como veremos mais adiante, a presença do contador é imprescindível e te ajudará muito no controle financeiro.

Por isso, esse gasto também deve ser levado em consideração. A contratação de um escritório de contabilidade ou de um contador também possui um valor flexível, mas, para você ter uma noção, pode custar entre R$ 1.000,00 e R$ 1.500,00.

Burocraticamente, esses serão os seus dois gastos.

Leia também: Como fazer uma boa gestão financeira do seu negócio?

Quais os documentos necessários?

Para além do valor gasto, a abertura de uma empresa baseia-se em uma única coisa: documentação.

Afinal, você precisará entregar documentos para gerar outro documento que indique que seu negócio é uma empresa formal.

Então, para ter seu próprio CNPJ, existirão algumas documentações importantes.

Confere quais papéis você deverá coletar:

  • RG com cópia autenticada;
  • CPF com cópia simples;
  • Certidão de casamento, se for casado(a);
  • Comprovante de endereço residencial com cópia simples;
  • Carteira do órgão regulamentador (como OAB, CRA ou CREA);
  • IPTU ou documento que conste a inscrição imobiliária ou a indicação fiscal do imóvel e a cópia do documento;
  • Última declaração do Imposto de Renda (IR).

Nesse momento, é importante ter paciência.

Apesar de poucos documentos, são muitos documentos para coletar e alguns terão mais difícil acesso.

Entre em contato com o seu contador e, o mais importante, seja organizado.

Tenha uma pasta pronta só para colocar todos esses documentos.

Em um processo tão burocrático, a última coisa que você vai querer é perder um documento desse, né?

Contrate um contador de confiança

Como já dito anteriormente, é essencial que você tenha um contador para a abertura do negócio.

O processo de abrir uma empresa envolve muitas burocracias e órgãos públicos e, por isso, pode ser confuso para uma pessoa fora da área de contabilidade.

Nesse sentido, investir em um contador fará com que o processo seja feito de maneira correta e, no final, sua empresa estará formalizada.

O contador:

  • Ajuda a ter um melhor controle financeiro;
  • Facilita os processos burocráticos da abertura;
  • Garante que a empresa esteja regulamentada;
  • Otimiza o tempo do processo;
  • Explica o processo completo para você;
  • Prepara e emite os documentos exigidos;
  • Orienta os primeiros passos na abertura da empresa;
  • Garante sua segurança jurídica em relação aos quesitos trabalhistas;
  • Garante um processo organizado.

Ao fazer uma abertura que você não conhece todos os passos, nada melhor do que ter o suporte de um profissional, né?

Por isso, para dar entrada na abertura, contrate um escritório de contabilidade ou um contador com experiência em abertura de empresas. 

O que não fazer na hora de abrir uma empresa

Agora você sabe tudo que precisa para abrir um negócio: o capital, os documentos e o suporte profissional.

Mas, como dica de ouro, nós, do GetNinjas, ainda vamos te dizer o que você não pode fazer.

Por isso, esses são 3 erros para você evitar desde já.

Confere abaixo e tenha uma abertura de negócio tranquila e bem feita.

#1 – Ausência de um contador

Como já comentado, o contador é essencial para a abertura de um negócio.

Por ser um processo burocrático com muitos detalhes, não fazer o processo da maneira correta pode deixar a sua empresa desregulamentada.

Isso deixará o negócio vulnerável juridicamente à lei trabalhista.

Já imaginou ter um trabalhão para fazer o processo e, quando houver fiscalização, ser prejudicado por algum pequeno erro?

O contador garante um processo bem executado e legalizado.

Além disso, o contador, por trabalhar na área, tem experiência na abertura de empresas e, com certeza, terá dicas valiosas para te ajudar.

#2 – Falta de planejamento

Se você é uma pessoa super organizada e já trabalhou em uma organização desorganizada, sabe como isso pode prejudicar o rendimento do negócio, né?

A falta de planejamento é um dos grandes erros dos empreendedores de primeira viagem.

Afinal, organização é a base para o sucesso de um negócio.

Por isso, antes da abertura, junte-se com o seu contador e faça um planejamento financeiro e organizacional de como será a abertura completa da empresa, do início ao fim.

Claro que, no meio do processo, encontramos diversos obstáculos e imprevistos, mas o planejamento serve para a gente tentar segui-lo o mais à risca possível.

E, claro, quando não der, basta adaptar prazos, valores e processos.

#3 – Burocracia

O processo de abertura de empresa no Brasil pode levar até 53 dias.

É muito tempo, né? Aliás, segundo o Banco Mundial, é um dos processos mais longos do mundo. Por isso, converse com novos empreendedores e pessoas da área. Assim, você conseguirá driblar o máximo de burocracias que puder.

Com o suporte de pessoas que fizeram o mesmo processo que você, será mais fácil saber taxas de pagamento, prazos de recebimentos de alvarás, certidões requisitadas, etc.

Faça o possível para o seu negócio não se estender.

Confira também: O que é startup e como montar uma?

Pronto para abrir seu negócio?

Mulher de pele branca, cabelo castanho escuro, liso e médio, vestindo uma blusa de frio laranja e jaqueta preta e óculos de grau. Em cima da mesa, notebook, papéis, caneta e celular. Ao fundo, cortinas e porta.

É tudo isso que você precisa para a abertura de um negócio! Dinheiro, documentos e um contador.

Nós, do GetNinjas, somos a maior plataforma de contratação de serviços e trabalhamos para um Brasil cada vez mais empreendedor.

Temos a missão de ajudar profissionais brasileiros e produzir conteúdos sobre organizações e formações de empresas.

Conheça nossa rede e saiba ainda mais sobre como abrir e construir um negócio de sucesso.

Você também pode gostar

Deixe um comentário