O seu negócio é escalável?

mulher vestindo uma camisa amarela e escrevendo em um notebook
9 minutos para ler

Entenda tudo sobre negócios escaláveis: o que são e como tornar o seu!

Conta aqui para a gente: o seu negócio é escalável?

A rotina costuma ser muito cheia. É natural vermos aquele profissional que passa o dia todo se dedicando ao seu negócio, seja vendendo, pagando conta, comprando materiais, administrando funcionários ou mais.

Afinal, empreender é uma atividade de diversas distribuições, levando a um dia cheio e multitarefado.

Entretanto, se você não tirar um tempo para a gestão estratégica do seu negócio, a expansão da sua marca será dificultada.

Sabe aquele sentimento de, independente dos seus esforços, a sua empresa não está indo para frente?

O negócio escalável vai contra esse caminho. Então o que é um negócio escalável?

É isso que vamos explicar por aqui! Neste conteúdo, você conferirá o que é, por que ter, quais negócios podem ser e como criar um negócio escalável.

Acompanhe a leitura até o final para saber como transformar a sua empresa tornando-a escalável.

O que é negócio escalável?

Atualmente, um fenômeno recorrente foi um crescimento acelerado de diversas empresas. Aposto que, nesse processo, você se perguntou como é possível tanto crescimento. E a resposta é: o negócio era escalável. Mas o que é isso?

O negócio é escalável quando a empresa é capaz de multiplicar seu faturamento sem precisar multiplicar suas despesas.

Para isso, é necessário que o empreendimento seja capaz de produzir o seu produto em larga escala por um custo equivalente e baixo.

Para facilitar, vamos dar um exemplo prático em que o investimento é proporcional ao crescimento.

Se você vende bolo e sua quantidade de clientes dobra, é natural que seu trabalho também dobre, né? Nessa situação, você terá que comprar o dobro de ingredientes e ter o dobro de trabalho.

Assim, esse serviço não é escalável, pois, para ser, os valores do custo não podem ser elevados.

Entretanto, vamos utilizar o exemplo do Spotify. A plataforma de streaming de música é capaz de reproduzir um som para 1 pessoa e para 10 milhões de pessoas pelo mesmo custo, tornando seu negócio completamente escalável.

Percebe a diferença?

Por que ter um negócio escalável?

Agora que você sabe exatamente o que é um negócio escalável, aposto que entende a importância dessa característica para uma empresa.

Mas, caso você ainda não tenha percebido, de fato, vamos nos aprofundar nisso agora.

Confira a seguir os principais benefícios de ter uma empresa escalável.

#1 – Qualidade das entregas

A organização permite sempre uma melhor entrega, certo?

Afinal, com os processos definidos, é possível deixar o colaborador mais ciente de suas tarefas e, dessa forma, reconhecer como melhorar o processo.

Assim, é essencial que os processos do seu negócio sejam padronizados e replicados.

Quanto mais repetição houver, mais o processo evolui e mais a qualidade de entregas aumenta.

#2 – Valor de mercado

Um negócio escalável possui um valor de mercado maior.

Afinal, qualquer empreendedor verá na empresa um grande potencial de crescimento exponencial.

Em uma perspectiva de investidores, qual você acha que é a chance dele investir em um negócio não escalável e a chance de escolher um escalável?

O negócio escalável tende a ser sua preferência, tendo em vista que ele já está pronto para o crescimento.

Por isso, o negócio escalável é bem valorizado no mercado financeiro.

#3 – Expansão do negócio

Chegamos no principal tópico.

Afinal, a escalabilidade é feita justamente com o objetivo de gerar a expansão da empresa.

Por isso, é natural que negócios escaláveis tenham mais chances de ‘viralizarem’, seja nacional ou mundialmente.

#4 – Fidelização de clientes

Nada fideliza mais um cliente do que produtos de qualidade com um atendimento humanizado, né?

Afinal, esse é o combo perfeito para qualquer empresa.

A utilização da otimização de processos faz com que o negócio trabalhe de maneira ágil e eficiente.

Além disso, como já foi dito, a repetição dos processos gera a sofisticação deles, gerando ótimos produtos.

Dessa forma, esse modelo é capaz de aumentar o nível de fidelização dos seus clientes.

Confira também: Quais os tipos de empresa que existem no Brasil?

mulher vestindo camisa amarela e óculos de grau preto. Ela está falando no telefone celular

Quais negócios podem ser escaláveis?

Para além de tudo já visto, existe uma pergunta muito importante a ser feita: mas o seu negócio é escalável? 

Afinal, para essas ideias serem colocadas em prática, é preciso que isso seja traçado de maneira estratégica.

Dessa forma, aqui estão alguns segmentos que podem trabalhar muito bem com a escalabilidade.

#1 – Ebooks e cursos online

Infoprodutos é o material perfeito para a escalabilidade.

Para quem não sabe, os infoprodutos são materiais ricos digitais, sejam eles ebooks, cursos ou webinars. 

Eles são essenciais para gerar a atração e fidelização do público.

A sua produção possui custos baixos e, ao produzir, fica disponível para todo mundo que quiser ver.

Assim, com uma boa estratégia de marketing na divulgação, essa é uma ótima opção de negócio escalável.

#2 – Prática da economia colaborativa

O negócio de economia colaborativa é baseado na troca, ou seja, há um benefício mútuo entre a empresa e os colaboradores.

Grandes exemplos desses ramos são o Airbnb e a Uber.

Essas duas empresas foram capazes de se tornarem gigantes no mercado, mesmo sem possuir um carro ou construir um hotel.

A aderência de motoristas e proprietários de imóveis gerou um benefício total, seja para a empresa, para os colaboradores ou até mesmo para os clientes.

Esse é um exemplo perfeito de um negócio escalável.

#3 – Aplicativos e softwares

Como já exemplificamos o Spotify, aplicativos e softwares geram perfeitas escalabilidades.

Afinal, para produzir um aplicativo você terá uma equipe voltada na sua produção e, ao ficar pronto, qualquer pessoa do mundo pode utilizá-lo.

Assim, é ideal fazer uma padronização da entrega para todos os clientes, gerando uma receita de investimento inversamente proporcional ao de crescimento, que é exatamente o que estamos procurando.

E, dentro de softwares, isso pode ser feito em qualquer segmento de mercado.

Leia também: Saiba tudo sobre microempreendedor

Como criar e manter um negócio escalável?

Portanto, agora que você já sabe tanto sobre a escalabilidade de um negócio, chegou a hora de botar a mão na massa, né?

Por isso, confira algumas dicas de como criar um negócio escalável.

#1 – Escolha seu objetivo macro

É claro que o seu objetivo é tornar o seu negócio escalável. Entretanto, existem várias maneiras de fazer isso.

Por isso, o primeiro passo é entender como você quer chegar lá e o que você precisa para chegar lá.

Assim, desde o início tenha em mente aonde você quer chegar, ou seja, mapeie as fronteiras regionais e nacionais e como você pode alcançá-las.

Para isso, é possível:

  • Fazer uma análise de mercado;
  • Acompanhar a concorrência;
  • Estudar a ideia para verificar sua possibilidade.

Ao criar esses hábitos, é possível ser cada vez mais estratégico.

#2 – Foque na mentalidade

Na hora de tentar tornar o seu negócio escalável, é comum que os colaboradores sintam-se pressionados e a empresa corre o risco de desandar nesse processo.

Por isso, para além do preparo técnico, é essencial o preparo psicológico e emocional.

Nesse sentido, utilize palestras e treinamentos.

Foque na transparência, explicando ao seu colaborador o que está sendo feito e porque está sendo feito.

Se você tiver uma equipe que entende e possui o mesmo propósito que você, as coisas caminharão sempre mais rápidas.

#3 – Utilize do seu time

Entenda que você não vai conseguir escalar o seu negócio sozinho e, se você possui um time, é porque deve utilizá-lo.

Assim, distribua metas, responsabilidades e prazos no que for possível, como a estruturação e processos.

#4 – Se possível, padronize

A escalabilidade não é fã da personalização. Afinal, o seu objetivo é gerar padronizações.

Por isso, pode ser uma boa ideia estruturar um plano de negócios olhando para a produção em larga escala.

Mesmo que seja um processo maior, esse pode ser o ponto principal que vai transformar sua empresa.

#5 – Processo ensinável

Como já vimos, uma grande virada de chave da escalabilidade é a facilidade em replicar o processo e ensiná-lo aos colaboradores.

Afinal, quanto mais fazemos uma coisa, melhor ficamos nela. É exatamente esse o princípio do negócio escalável.

Por isso, ao conseguir tornar seu processo padronizado e estratégico é necessário repassar para os colaboradores.

Todos os funcionários envolvidos devem conseguir entregar o mesmo resultado, independente de quem está fazendo. Para isso:

  • Estruture um processo;
  • Aprenda o processo; 
  • Ensine aos colaboradores;
  • Replique o serviço.

Dessa forma, é possível transformar o seu processo em algo ensinável e manter a qualidade das suas entregas.

#6 – Foque também na logística

Todos os setores do seu negócio precisam estar preparados. 

Por isso, padronize a produção e garanta uma logística eficiente. A equipe deve ser capaz de lidar com todas as demandas e entregá-las no prazo.

Foque no uso de ferramentas de automação para facilitar o seu trabalho.

Tá na hora de transformar seu negócio em escalável!

Conceito, benefícios, possibilidades e etapas para a conquista de um negócio escalável já estão na sua mão.

O segredo agora é o que você irá fazer com isso, viu? E uma vez com o seu negócio escalável, conte com o GetNinjas para conseguir os seus clientes

Você também pode gostar

Deixe um comentário