Aprenda a fazer laudo técnico para reformas eficiente

laudo técnico para reformas
3 minutos para ler

Durante a contratação de serviços, pode ser necessário que o profissional emita um laudo técnico para reformas. Esse documento deve conter análises visuais que serão realizadas após a conclusão da construção do imóvel, seja ele comercial ou residencial.

O laudo funciona como um comparativo, mostrando o projeto e tudo o que, de fato, foi executado.

Muitas vezes, os profissionais são pegos desprevenidos e não sabem por onde começar a criar um laudo técnico para reformas.

Pensando nisso, decidimos criar um conteúdo para nortear esses profissionais.

Quer saber mais? Continue a leitura.

Quais as regras para emissão do laudo

Para conseguir construir um laudo técnico para reformas, é preciso ficar atento a algumas regras.

São elas:

  • usar as normas da ABNT para formular o documento;
  • comprovar a pressurização dos extintores ali presentes;
  • verificar se a pintura está uniforme;
  • confirmar quais tipos de luminárias são usadas;
  • identificar se existem manchas nos pisos em cerâmica;
  • avaliar e testar as instalações hidráulicas e elétricas;
  • verificar se a abertura das esquadrias está correta;
  • avaliar se existem fissuras em elementos estruturais ou revestimentos.

É de extrema importância que todas essas informações estejam especificadas ao longo do laudo técnico.

Além disso, é preciso avaliar os ambientes e itens fundamentais:

  • elevadores;
  • caixas d’água;
  • cobertura;
  • barrilete;
  • fachada;
  • subsolo;
  • pavimento tipo;
  • pavimento térreo;
  • hall de entrada;
  • quadras;
  • piscinas;
  • demais áreas comuns.

Como emitir o laudo técnico para reformas

Ao trabalhar por conta própria, é necessário ter alguns cuidados com documentos e detalhes no dia a dia.

Serviços de reforma exigem a criação do laudo técnico, que, por sua vez, requer atenção não só no conteúdo como também no formato e na estrutura do documento.

Entenda quais são as particularidades desse laudo e como o profissional deve emiti-lo.

Considere os impactos da reforma

O documento precisa ter detalhadamente todos os impactos que a reforma pode trazer para o imóvel, tanto positivos quanto negativos.

Atende às normas da ABNT

As normas da ABNT são usadas em vários tipos de documentos, e o laudo técnico para reformas é um deles.

Verifique quais são as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas que se adequam à criação desse tipo de documento e garanta que ele esteja formatado corretamente, com espaçamentos, margem, tipografia e outros detalhes.

Formate o texto adequadamente

As normas da ABNT também exigem que o texto esteja formatado adequadamente. Confira quais são as fontes e tamanhos de letras usadas em cada momento do documento e certifique-se de que tudo está alinhado de acordo com as normas reguladoras.

Entregue presencialmente, com cópias autenticadas e firma reconhecida

Para garantir a segurança e a comodidade dos clientes, é importante que o profissional entregue o laudo técnico para reformas presencialmente, sempre com as cópias autenticadas e com firma reconhecida no cartório.

Isso permitirá que os clientes tenham mais confiança e garantia de que está tudo dentro da conformidade.

Especializar-se e aprender a criar um laudo técnico para reformas é uma maneira de agregar ainda mais valor ao seu trabalho e conquistar novas oportunidades. Já pensou sobre isso? Leia nosso artigo e reflita sobre a importância de se profissionalizar.

Cadastre seus serviçosPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Um comentário em “Aprenda a fazer laudo técnico para reformas eficiente

  1. Prezados,
    Muito rica e interessante essa informação referente aos laudos técnicos, faltou a título de conclusão de material um MODELO de laudo, como se fosse um template, iria nos auxiliar ainda mais.

    Muito obrigado!

    Cordialmente,
    Ailton Medeiros de Vasconcelos
    11 9 8315 8152

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.