Por que investir em branding?

Duas pessoas conversando de frente para um computador, com uma delas apontando para a tela.
9 minutos para ler

Cada nome tem sua história por trás. 

Ao nascer, seus pais provavelmente já tinham escolhido seu nome. E não era qualquer um, certo? O nome de um filho ou de uma filha tem um significado especial que você vai carregar consigo pelo resto da sua vida. Também é uma das primeiras palavras que você vai aprender a escrever na escola. Podemos dizer que o nome próprio é um dos principais representantes de sua identidade. É como as pessoas vão te chamar e é a partir disso que você vai as responder.

A construção de uma identidade não está só na gente. Os produtos e serviços que consumimos também têm identidades. São representados por nomes e imagens para serem vistos e aprendidos como únicos e para que a gente sempre se lembre deles. Isso faz parte da estratégia de branding, ou seja, da forma com que um produto ou serviço é apresentado e fortalecido em um mercado com tantos concorrentes.

Mas vamos com calma. O que seria uma estratégia de branding? 

Em termos gerais, é a maneira com que os responsáveis pelo marketing vão transmitir a identidade e o posicionamento de uma marca no mercado. E assim, podemos deduzir que branding tem a ver com a construção da imagem que representa seu negócio ou sua empresa.

O que é branding?

Branding vem de brand que, em Inglês, significa marca. Branding é, então, o processo de construção de uma marca. 

Já falamos que a marca representa sua identidade no mercado, ou seja, é por meio dela que o consumidor vai criar expectativas e percepções sobre o seu negócio. Mas o consumidor só vai conseguir fazer isso se ele se relacionar com a sua marca através do que chamamos de jornada do consumidor, que envolve toda a sua experiência com a marca, desde o primeiro contato até o período pós-venda.

A construção de uma marca, neste sentido, é muito mais do que a definição de uma identidade, refletida no nome, símbolo, cores etc. Construir uma marca é, entre outras coisas:

  • ter uma missão no mundo
  • ter um propósito
  • tomar atitudes relevantes 
  • adquirir valores humanos

Veja alguns exemplos de marcas que se tornaram gigantes no mercado internacional.

Exemplos de branding famosos

Coca-cola

Começando com a Coca-Cola. Acho muito difícil encontrar alguém que nunca tenha ouvido falar nela, tamanho o seu sucesso, há bastante tempo. Agora, pense no que ela representa para você. É muito mais do que apenas um símbolo. É comum nos lembrarmos de uma música, do Natal, encontros com a família, momentos bons. 

Além disso, associamos a Coca-Cola às ações sociais, um bom atendimento, sorteios e prêmios. Representa aquele barulho do gás, de quando se abre uma garrafa. Representa isso tão bem que chega a dar sede. 

Esse é o posicionamento da marca: potencializar momentos de felicidade por meio do consumo de seu produto. E não foi do nada que a Coca-Cola chegou onde chegou. Ela só está em todos os lugares do mundo porque leva a estratégia de marketing e de branding muito a sério. Investiu e continua investindo nisso.

McDonald’s

Assim como a Coca-Cola, você consegue encontrar o McDonald’s em praticamente todos os países do mundo. De acordo com dados de 2021, o McDonald’s está em 193 países e em 17 territórios. No Brasil, existem mais ou menos 1.000 unidades. É bastante coisa. 

Por estar no mundo inteiro, o McDonald’s trabalha com um tipo de estratégia que leva em conta a singularidade de cada local. Por isso, é uma estratégia mais complexa. 

Sua marca preza pela agilidade no atendimento e qualidade dos produtos, nas unidades em qualquer lugar do mundo, ao mesmo tempo em que traça estratégias para a melhor experiência do consumidor em cada região.

Apple

Apple não é mais apenas uma maçã. Se você pensou na marca Apple, aquela da maçã mordida, ao invés de uma maçã qualquer é devido ao sucesso do branding em termos de gestão e posicionamento da marca.

E o sucesso é tanto que a imagem daquela maçã verde mordida ficou colada à palavra e ao seu cérebro. Uma façanha!

E qual a experiência projetada pelos produtos da Apple?

  • Foco no design
  • Elegância
  • Exclusividade

Ter um iPhone ou um Apple Watch faz com que o consumidor se sinta parte de um clube exclusivo. E é esta a proposta da marca, promover uma experiência de alto nível com produtos de muita qualidade e de última geração. E para entrar nesse clubinho, o preço é bastante elevado. Mas quem é cliente fidelizado não hesita em pagar mais caro para ter o que ele considera como sendo o melhor. 

Essa percepção e confiança do cliente é, também, resultado de uma excelente estratégia de branding.

Há muitos outros exemplos, como:

  • Google
  • Nike
  • Netflix
  • Red Bull
  • Nubank

Esses exemplos mostram onde uma marca pode chegar, se ela houver um bom investimento. 

Você saberia citar os principais motivos pelos quais vale a pena investir no branding? Muita gente acha que investir em estratégias de marketing ou branding é a mesma coisa que jogar dinheiro fora. Outros acham que dá para investir em coisa melhor.

Existem aqueles que pensam em investir na marca apenas com o troco, com o que sobrou do planejamento financeiro

Vamos te mostrar porque investir na marca é imprescindível. 

Por que investir na marca?

Dê uma olhada nos 6 motivos pelos quais vale a pena construir uma marca poderosa.

Facilita na tomada de decisão 

Muita gente fica perdida com tantas opções de produtos com preços semelhantes no mercado, certo? Quando as pessoas não conhecem a marca, fica ainda mais difícil escolher o produto, dentre tantos disponíveis. Pois você sabia que o branding também trabalha com a psicologia ou com o comportamento do consumidor?

Isso é feito por meio da criação de estruturas mentais que ajudam o consumidor a organizar seu conhecimento sobre determinada empresa ou tipo de produto. Ao sentir sede, o consumidor pode se lembrar da Coca-Cola, seguindo nosso exemplo. 

Se estiver atrás de roupas de esporte, pode se lembrar da Nike pelo seu forte posicionamento no mercado esportivo. O objetivo é facilitar a tomada de decisão pela lembrança da marca. 

A empresa se torna mais atraente

Sabe aquele selo Great Place to Work? Pois então, uma marca bem posicionada no mercado, com um propósito interessante, atrai mais gente talentosa para formar a equipe de trabalho. 

Pessoa escrevendo com caneta digital em um tablet.

Quem nunca sonhou em trabalhar na Google? Ou na Netflix? Essa consolidação da marca também facilita a relação com fornecedores.

Criação de laços com o cliente

Talvez esse seja o principal benefício do branding, o de criar um verdadeiro laço entre marca e consumidor. Uma relação que vai muito além de um ato comercial. Para isso, o branding busca a confiança do consumidor.

Como? Melhorando a percepção de valor que o consumidor tem da empresa e sua reputação no mercado. Isso pode dar tão certo que tem gente que defende uma marca com unhas e dentes. E ai de quem falar mal dela!

Saiba mais: Como conquistar e cativar seu cliente

Ganhar da concorrência

Esse benefício trazido pelo branding está totalmente associado ao anterior. Assim que o consumidor cria um laço emotivo com a marca, que vai além de uma mera compra, ela se torna diferente das demais.

E é esse diferencial que uma marca tanto busca no mercado. O mais interessante é que isso acontece naturalmente. 

Mas, muitas marcas podem apresentar um diferencial e daí? Nesses casos, é importante entender o que sua marca entrega que as outras não estão entregando. Assim, quando o consumidor sentir necessidade daquela experiência novamente ou daquele produto maravilhoso para os cabelos, vai lembrar da sua marca.

Saiba mais: Como as redes sociais podem ajudar o seu negócio

Gerar valor para a empresa

Você sabia que a marca tem um valor financeiro? Sim, uma marca é um ativo da empresa. Ativo é um termo da Contabilidade e tem a ver com o conjunto de bens e direitos de uma empresa que podem ser convertidos em dinheiro. 

As marcas exemplificadas lá em cima, como a Coca-Cola, Netflix, Nubank valem muito comercialmente e, por isso, podem cobrar mais pelo que vendem. Neste sentido, uma marca deve ser criada conforme os valores e princípios da empresa. E não só isso: na criação de uma marca, quanto mais o consumidor entender qual a sua visão de mundo ou o seu propósito, mais chances ele tem de se conectar. 

Ajuda no marketing

Como já foi dito, o branding caminha de mãos dadas com a estratégia de marketing da empresa.

É fácil de entender. Na criação de uma marca, seus atributos, identidade e propósito de mundo ficam claros. Você sabe quem é e a que veio. Com essa identidade e valores em mãos, a equipe de marketing vai ter melhores condições de divulgar sua marca no mercado, de fazer a melhor comunicação possível sobre a essência da marca para gerar a percepção desejada para os consumidores. 

Mulher trabalhando em uma mesa digitalizadora e olhando para um computador escrito "LOGO"

As ações do marketing são fundamentais para construir a imagem mental de sua marca. Para que essas ações estejam sintonizadas com o branding, a comunicação leva em consideração o conteúdo publicado nas redes sociais, a linguagem utilizada, a tipografia e o design aplicado no produto e assim por diante.

Afinal, a proposta não é vender um produto como qualquer outro, mas uma solução de corpo e alma.

Saiba mais: Por que investir no marketing para seu negócio?

Depois de entender a importância de possuir um branding bem estruturado, voc~e provavelmente quer aplicar essa técnica na sua empresa, certo? Pensando nisso, contrate agora um profissional de marketing no GetNinjas e impulsione o seu negócio.

Se você trabalha com construção de branding e está em busca de aumentar a sua clientela, cadastre-se no GetNinjas!

Você também pode gostar

Deixe um comentário