Saiba como calcular margem de lucro do seu negócio

Pessoa empilhando moedas com o fundo desfocado e verde.
9 minutos para ler

Muitos empreendedores demoram para entender que obter um bom faturamento nem sempre é sinônimo de sucesso, já que às vezes os ganhos mal cobrem as despesas. Nesse sentido, o foco deve estar em outra frente: a margem de lucro.

Calcular a margem de lucro de um produto ou serviço é fundamental para saber com precisão o percentual de receita que o negócio retém. 

Por isso, acompanhá-la possibilita garantir uma melhor gestão financeira e, claro, potencializar a rentabilidade da operação a longo prazo.

Para te ajudar, vamos explicar como calcular a margem de lucro do seu negócio e tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Aproveite a leitura!

O que é margem de lucro?

A margem de lucro é um indicador financeiro que mostra quanto um negócio retém da receita gerada com suas vendas após pagar todas as despesas. 

Ou seja, ela está diretamente relacionada ao crescimento sustentável da empresa. Assim, quanto maior é o percentual, mais lucrativo é o negócio.

Para fazer o cálculo da margem de lucro, é necessário considerar pontos como:

  • matéria-prima utilizada na produção de produtos;
  • equipamentos e previsão de manutenção dos mesmos;
  • pagamento de funcionários;
  • impostos não retornáveis sobre as compras e as vendas;
  • contas básicas (telefone, luz, água, internet, etc.);

Vale lembrar que as margens de lucro não devem ser aleatórias. Trata-se de um cálculo preciso e que leva em conta diversas variáveis, como os custos da empresa. 

Logo, o empreendedor não deve apenas adicionar uma porcentagem, sem mensurar se ela é o suficiente para arcar com todas as contas e ainda ganhar dinheiro.

Leia mais: 3 perguntas para vender mais e aumentar o seu lucro

Diferença entre margem de lucro bruto e margem de lucro líquido 

Existem dois tipos de margem de lucro: a margem de lucro bruto e a margem de lucro líquido. Veja abaixo as particularidades de cada um deles:

Margem de lucro bruto

Indica a rentabilidade das vendas da empresa, considerando apenas os custos envolvidos na produção das mercadorias (ex: gastos com matéria-prima e mão-de-obra).

Margem de lucro líquido

Aponta a lucratividade em sua totalidade, levando em conta, também, as despesas operacionais (ex: impostos e custos administrativos).

A importância de calcular a margem de lucro

Vivemos em um cenário onde 60% das empresas fecham as portas antes de completar os 5 anos, sobretudo pela falta de uma gestão financeira eficiente. 

Nesse sentido, é fundamental atentar-se a indicadores financeiros como a margem de lucro. Isso porque calcular e monitorar esse indicador é essencial para a saúde financeira da empresa.

Afinal, a margem de lucro não ajuda a entender apenas a lucratividade, como também auxilia em uma precificação assertiva de produtos e serviços.

Veja: é comum que muitos empreendedores acreditem que o negócio está indo bem, baseando-se na quantidade de vendas e o faturamento. Mas ao fazer o cálculo, eles podem perceber que alguns pontos devem ser otimizados e tomar uma atitude antes que seja tarde.

Isto é, a margem de lucro oferece uma perspectiva melhor da rentabilidade da empresa, permitindo que mudanças estratégicas e planos de ação sejam realizados para realmente alcançar a saúde financeira desejada.

Leia mais: Qual a maneira correta de fazer um planejamento financeiro?

Como calcular a margem de lucro?

Em linhas gerais, a margem de lucro é calculada por meio da relação entre o lucro e a receita total do negócio. Assim, é possível definir o indicador geral da empresa e, também, de um produto ou serviço comercializado.

Leia mais: Como calcular o investimento inicial de uma empresa?

Confira a seguir como fazer o cálculo da margem de lucro bruto e líquido:

Margem de lucro bruto

O lucro bruto considera somente os custos de produção do produto ou serviço. Logo,  o primeiro passo para fazer o cálculo é descobrir qual é o lucro bruto da empresa. 

Para isso, subtraia os custos de produção das mercadorias com a receita total obtida a partir da comercialização dos itens em um determinado período. O cálculo vai ficar assim: 

Lucro bruto =  Receita total – Custos de produção

Vamos supor que você tem uma rede de cafeterias e, no último mês, faturou R$17.000,00 a partir da venda dos produtos.

Ao considerar que os custos na compra de alimentos e bebidas foram de R$5.000,00 você obteve um lucro bruto de R$12.000,00. 

Nesse sentido, é só dividir esse valor pela receita total das vendas e, depois, multiplicá-lo por 100. Assim, terá um valor da margem de lucro bruto.

Margem de lucro bruto =  Lucro bruto / receita total x 100

No caso das cafeterias, a margem de lucro seria de 240% (12.000/5.000 x 100 = 240). Ou seja, o negócio teve uma ótima lucratividade.

Margem de lucro líquido

O lucro líquido é gerado pela diferença entre receita de vendas e os custos totais envolvidos na operação. Aqui, são incluídas as despesas administrativas, aluguel, folhas de pagamento, impostos, entre outros. 

Assim, o cálculo da margem de lucro líquido é:

Lucro líquido = Receita total – custos operacionais totais

Ao utilizarmos o mesmo exemplo anterior, se a rede de cafeterias teve uma receita de R$17.000,00, um custo de produção de R$5.000,00 e mais R$3.000,00 em outras despesas operacionais, o lucro líquido gerado no mês foi de R$9.000,00.

Dessa forma, entendemos que a margem de lucro líquido é calculada pela relação entre lucro líquido e a receita obtida, multiplicando o valor por 100. 

Margem de lucro líquido = Lucro líquido / receita total x 100

Nesse caso, a rede de cafeterias teria uma margem de lucro líquido de cerca de 52% (9.000 x 17.000 x 100 = 52%).

Qual a margem de lucro ideal para o meu negócio?

Como vimos neste post, a margem de lucro serve para que o empreendedor entenda exatamente qual é a lucratividade do seu negócio e, claro, se os produtos/serviços são rentáveis.

Logo, não existe uma margem de lucro considerada “ideal” para todas as empresas. Isso porque o indicador depende bastante de características como:

  • segmento de atuação;
  • produtos e serviços comercializados;
  • precificação;
  • custos operacionais;

Nesse cenário, é muito importante estudar o nicho do seu negócio para encontrar a margem de lucro mais adequada. Uma dica é analisar os preços praticados pelos concorrentes, observando se os valores cobrados no seu empreendimento estão dentro da média do mercado.

Também vale considerar a percepção de valor dos clientes em relação às soluções oferecidas. Quanto mais o cliente valorizar o produto ou serviço, mais alto você poderá cobrar nele e, consequentemente, a margem de lucro será maior.

Por fim, é necessário considerar as despesas fixas e variáveis provenientes da produção e operação. Esses custos influenciam de forma direta na composição dos preços finais. Então, monitore minuciosamente todas as despesas e busque estratégias de otimizá-las.

Leia mais: Entenda a diferença entre valor e preço e como usá-la ao seu favor

Dicas para aumentar a margem de lucro

Sabemos que quanto maior o percentual de margem de lucro, mais lucrativo é o negócio. Se você notou recentemente que sua margem de lucro está muito baixa, veja a seguir algumas medidas para adotar e potencializar um aumento.

Arte amarela e azul com o título "Dicas para aumentar o lucro" em destaque.

Reduza custos

Diminuir custos pode ser uma forma de melhorar a margem de lucro. Nesse sentido, os gestores devem eliminar gastos e despesas identificados como desnecessários. 

Entre alguns exemplos podemos citar os altos custos com impressão, consumo de copos plásticos, retrabalhos, estoque e horas extras. Assim, ao invés de comprar copos plásticos, você pode incentivar o uso de canecas. 

Da mesma forma, vale estudar maneiras de diminuir os custos que você tem atualmente com o estoque. 

Leia mais: Qual a diferença entre planejamento e controle financeiro?

Tenha bons fornecedores

Busque por fornecedores que ofereçam as melhores vantagens para o seu negócio. Para isso, leve em conta outros critérios além do preço, como a qualidade, estrutura, cumprimento de prazos e distância geográfica.

Inclusive, é indicado ter cerca de três fornecedores para conseguir blindar sua empresa do aumento repentino de preços.

Ajuste os preços estrategicamente

Outra forma de melhorar a margem de lucro é aumentando os preços do produto ou serviço de forma estratégica. Mas é importante cuidar muito na hora de fazer isso para que o cliente não corra.

Por isso, a dica é fazer cálculos de precificação e avaliar os preços da concorrência antes de qualquer coisa. Depois, vale utilizar a criatividade para justificar o encarecimento do produto ou serviço, como o desenvolvimento de um pacote “premium”, por exemplo.  

Leia mais: Técnicas de vendas: o que fazer quando o cliente acha o serviço caro?

Melhore a percepção de valor do seu produto ou serviço

Como fazer o cliente escolher você e não o concorrente? Isso é possível a partir do desenvolvimento de um produto ou serviço diferenciado. 

Entre alguns aspectos que podem agregar na percepção de valor e que você pode trabalhar estão:

  • qualidade do produto ou serviço;
  • originalidade (excelente suporte pós-venda, atendimento consultivo, estrutura atrativa/agradável, etc.)
  • sustentabilidade (causa ambiental pode atribuir mais credibilidade ao negócio);
  • variedade de formas de pagamento;
  • tecnologia (uso de softwares, presença digital consolidada, investimento em marketing);

Em suma, buscar diferenciais é fundamental para que o público enxergue valor agregado nas soluções oferecidas. Não é à toa que essa medida pode ajudar a aumentar a margem de lucro.

Leia mais: MEI: Como entrar no marketing digital?

Esperamos que você tenha entendido como calcular e de que forma otimizar esse indicador na sua empresa.

Se você deseja conseguir mais clientes e aumentar a sua lucratividade, faça como outros profissionais e anuncie seus serviços na GetNinjas. Cadastre-se agora!

E se você estiver precisando de ajuda com alguma demanda, conte com a gente e encontre o profissional ideal. 

Você também pode gostar

Deixe um comentário