Portfólio: porquê e quando é importante ter um

9 minutos para ler

Muita concorrência? Não sabe como se diferenciar ou se apresentar na Internet? 

Uma dica: faça seu portfólio e entenda porque ele pode ser fundamental para a conquista de novos clientes.

O que é portfólio?

Um portfólio é um compilado dos melhores trabalhos feitos por um profissional, estudante ou empresa que atua em determinada área. 

Você certamente já ouviu falar em currículo ou já fez mais de um para tentar uma vaga de emprego ou para entrar na pós-graduação. O objetivo do currículo é se apresentar e mostrar seu perfil profissional. Também está bastante direcionado à área acadêmica.

O portfólio é um compilado do que você considera como sendo seus melhores trabalhos para fins de:

  • Conseguir uma vaga de emprego
  • Atrair clientes
  • Fechar negócios
  • Conseguir uma bolsa de estudos

Hoje em dia, não dá para pensar em criar um portfólio sem inserir imagens ou trechos de trabalhos realizados relevantes na sua carreira, mesmo que você ainda esteja fazendo um curso de graduação. 

Mesmo para profissionais que trabalham com textos, como os jornalistas, redatores ou produtores de conteúdo, é fundamental mostrar trechos de seus estilos de escrita aliado ao layout ou a imagens.

Fotógrafos e designers têm a vantagem de mostrar aquilo que está na esfera do visual, como fotos tiradas em diferentes locais e para diferentes projetos ou marcas criadas para diferentes tipos de empresas. 

Ter um portfólio pode servir como um diferencial para os profissionais autônomos.

Leia também: Saiba tudo sobre o profissional autônomo.

O portfólio representa aquele famoso ditado: uma imagem vale mais do que mil palavras. Isso não quer dizer que as palavras não possam estar ali. Devem. O que queremos dizer é que o portfólio carrega consigo a potência da imagem e da primeira impressão.

Quais são os tipos de portfólios?

Impresso

Apesar de estarmos muito imersos no digital, dependendo da profissão, do objetivo do portfólio ou da área de atuação, o portfólio impresso ainda tem muito valor. 

Quem não é alucinado por uma maquete? O fato de poder visualizar, de perto, e com sua devida materialidade, como um prédio vai ficar, tem muito mais peso do que a visualização na tela do computador e do smartphone. Para os arquitetos, portanto, um portfólio impresso ou materializado causa muito mais impacto para o futuro cliente, além de oferecer uma visão mais real do esperado.

É claro que isso requer gastar com bons materiais. Portanto, pode ter um custo significativo.

A abstração requer um esforço a mais do pensamento e da imaginação. Nem todo mundo está para isso. Muita gente quer ver a solução. São as vantagens de portfólios físicos.

Digital

O portfólio digital oferece várias vantagens, até porque o e-commerce veio com tudo e, aparentemente, para ficar. O home office, também, assim como o trabalho de freelancer. Para entrar nesse mercado, basta ter uma boa conexão de rede. 

Isso não quer dizer que entrar seja o suficiente, mas que o acesso ficou muito mais fácil, ficou.

Outra vantagem é que você pode montar seu portfólio do seu computador com facilidade, na medida em que já existem várias plataformas feitas para isso, além de outros locais na Internet. Um documento em PDF também pode ser interessante, pois praticamente todo mundo consegue abrir este formato, além de manter suas informações em segurança. 

Nesse sentido, é barato fazer um portfólio digital. Além do mais, ele pode ser compartilhado, com facilidade, para um número gigantesco de pessoas. 

Por que ter um portfólio?

Dependendo da sua área de atuação, o portfólio é a maneira que você tem de apresentar os resultados do seu trabalho ou tudo de relevante que você já produziu. Podemos dizer que o portfólio é aquilo que te representa no mercado de trabalho. Assim como cartão de visita ou o currículo, o portfólio está aí para causar uma primeira impressão. 

Estamos aqui para te ajudar a fazer dessa primeira impressão a melhor possível. 

Saiba porquê é importante ter um portfólio e o que ele é capaz de fazer por você!

Para estar na rede

Em primeiro lugar, o que pode parecer meio óbvio, mas nem sempre é: o portfólio te coloca na rede ou em conexão. O portfólio digital é uma maneira de apresentar seu trabalho, sua formação, conhecimentos, habilidades, trajetórias, diferenciais e tudo o mais que você achar pertinente na Internet. Com uma apresentação visual bem planejada e de alto impacto, você tem mais chances de ser encontrado e de se tornar interessante. 

Para mostrar o que você faz

Ao compilar fragmentos de seus melhores trabalhos, como textos, fotografias e afins, você está mostrando o que você faz. Isso cria, de antemão, uma relação de honestidade com quem tiver interesse em te contratar para realizar algum projeto. Ao visualizar o resultado ou a entrega de seu produto, de preferência com um breve histórico do processo, o cliente já vai ter uma ideia do que esperar de você. Menos frustração de ambas as partes e grandes chances de uma parceria de sucesso.

Para mostrar que você entrega o prometido

Na mesma linha do item anterior, ao visualizar um portfólio, os clientes em potencial se sentem mais seguros de que você vai cumprir com o prazo de entrega e com o que foi acordado. Apresentar depoimentos de clientes e um breve histórico da produção, ou imagens do antes e depois, são excelentes provas disso. Um ponto a mais para o favorecimento de uma relação de confiança com o futuro cliente e para o fortalecimento de sua referência no mercado de trabalho.

Mas nem todo cliente é fácil de conquistar, não é mesmo?

Leia também: Confira 5 técnicas para conquistar clientes desafiadores.

Para prevenir desavenças

Por se apresentar da forma mais detalhada possível, sem ser extenso demais, há menos chances de “dar ruim” com o cliente. Isso tem muito a ver com o gosto de cada um. Se o cliente não tiver como ver o resultado estético do seu trabalho, há grandes chances de ele pedir uma coisa e receber outra. 

Já ouviu a expressão de que a comunicação entre duas pessoas é sempre falha? Exemplo: peço algo, pensando no visual que me atrai e recebo algo totalmente diferente, longe do que eu considero como sendo interessante. O portfólio é uma ferramenta essencial para evitar perda de tempo e possíveis avaliações negativas do seu trabalho.

Como fazer um portfólio?

Como não dá para viver sem, aprenda a fazer um portfólio de peso.

Defina seu objetivo

É praticamente impossível bolar um portfólio, um cronograma, um projeto ou qualquer coisa que seja, sem ter um objetivo em mente. É assim que nos movemos de uma coisa para outra. Acordamos, tomamos café para matar a fome, nos vestimos para sair de casa, etc. Uma coisa leva a outra. 

Então, tenha bem claro qual a finalidade do seu portfólio:

  • Você quer registrar seus trabalhos da facul para não perdê-los de vista?
  • Precisa de um emprego?
  • Vai enviar seu portfólio para uma vaga sensacional na Austrália?

Independente do motivo, é esse objetivo que vai te orientar na construção do seu portfólio. 

Escolha a plataforma

Se o foco for a construção de um portfólio digital, busque uma plataforma online que tenha a ver com o seu trabalho. É importante contar com uma boa apresentação visual e com um layout que acolha o que você quer apresentar. 

Exemplos de plataformas:

  • Behance
  • Medium
  • Dribble
  • Github
  • Carbonmade
  • Designrelated
  • Dunked

A escolha vai depender da sua área de atuação. Alguns são mais fáceis de usar e outros são direcionados a profissionais mais experientes. Outra opção é investir em um site pessoal. 

Escolha seus principais trabalhos

Muita gente confunde quantidade com qualidade. Ao construir seu portfólio, é essencial focar na qualidade. Afinal, você não vai mostrar tudo o que já fez na vida, mas os trabalhos mais interessantes e relevantes. Para ajudar a escolher, foque no objetivo, no processo de criação e em diferenciais que possam te destacar no mercado. 

Fale sobre quem você é

Como você é o criador dos trabalhos apresentados, é importante reservar um espaço no seu portfólio para se apresentar.

Crie uma seção falando sobre sua trajetória profissional, qualificações, cursos e formações que merecem destaque e o que mais achar que vale a pena mostrar para causar um bom primeiro impacto. 

Vale finalizar indicando seus principais canais de contato: redes sociais, site, telefone e e-mail, por exemplo. 

Não se esqueça de incluir uma foto sua e apresentar depoimentos ou avaliações de seus clientes. Seu portfólio é uma boa maneira de potencializar seu marketing pessoal.

Interessado em saber mais sobre marketing pessoal?

Leia também: Entenda como vender melhor seu peixe

Preze pela organização e simplicidade

Organize suas informações. Separe projetos em categorias, coloque trabalhos mais recentes em destaque, construa uma seção separada para falar sobre você. Enfim, essa organização e simplicidade também diz de como você trabalha. 

Não polua a plataforma com várias informações. Escolha palavras simples e frases de fácil entendimento. Nem todo mundo tem tempo para ficar horas fuçando pela Internet. Informações diretas e claras, com um bom visual, valem ouro.

Aposte na intuição e boa navegação

Semelhante ao item anterior, já estamos há muito tempo navegando pela internet. No início, os sites eram mais lentos e as informações mais desconexas. Hoje em dia, queremos acesso rápido e fluido na navegação por smartphones. É importante organizar um ambiente que seja intuitivo, sem necessidade de muita instrução. Quem visita, agradece.

Você também pode gostar

Deixe um comentário